Cão não arredou ‘pé’ da Urgência enquanto dono esteve internado

Depois de o seu dono se ter deslocado à Urgência dos Hospitais da Universidade de Coimbra, e de ali ter ficado internado, um cão de pequeno porte não abandonou a porta daquela unidade hospitalar, isto mesmo depois de, alegadamente, ter sido enxotado várias vezes pelos seguranças, conta o Jornal de Notícias.

Enquanto o dono não teve alta, o seu cão não ‘arredou pé’ da porta da Urgência do hospital. Assim foi, em Coimbra, no passado fim de semana, segundo vários relatos recolhidos pelo Jornal de Notícias.

O homem deu entrada nos Hospitais da Universidade de Coimbra, tendo conduzido até ao local com o seu cão como companhia. Acontece que acabou por ser internado, sendo que o animal não desmobilizou da porta da Urgência até que o dono tivesse alta.

De acordo com alguns testemunhos recolhidos pela mesma publicação, os seguranças tentaram afugentar o cão por várias vezes, mas sem sucesso. O animal estava decidido a esperar. E esperou.
Recorde-se que este não é um caso isolado. Corria o ano de 2011, quando, ao longo de cinco meses um cão aguardou junto ao Centro de Saúde de Rio de Mouro, Sintra, que a sua dona dali saísse. Mas este animal não teve tanta sorte. A mulher havia falecido. Chiquinho, de seu nome, acabaria por ser adotado por vizinhos.

noticiasaominuto.com

LEIA TAMBÉM

Incêndios causaram mais de 10 milhões de euros de prejuízos em Seia

Os prejuízos financeiros causados pelos incêndios dos dias 15, 16 e 17 de Outubro no …

idosos

Idoso desaparecido em Trancoso

Os Bombeiros e a GNR estão a procurar um homem de 90 anos que foi …