Sexta-feira, Março 24, 2017
Início - Região - Oliveira do Hospital - Carlos Martins e Dulce Pássaro distinguidos com a medalha de ouro do município de Oliveira do Hospital
Carlos Martins e Dulce Pássaro distinguidos com a medalha de ouro do município de Oliveira do Hospital

Carlos Martins e Dulce Pássaro distinguidos com a medalha de ouro do município de Oliveira do Hospital

“É um dia de festa que homenageia todos os oliveirenses. Os que vivem cá e aqueles que estão a trabalhar fora”. Foi assim que o presidente da autarquia definiu o feriado municipal de Oliveira do Hospital, assinalado no dia 7 de Outubro, precisamente por alegadamente ter sido nesse dia que chegou à cidade a notícia da implementação da República. E o momento serve anualmente para distinguir as personalidades da terra que a autarquia entende terem se distinguido ao longo da vida. Os galardões mais elevados, asDulce Pássaro medalhas de ouro do município, foram este ano atribuídos a Dulce Pássaro, ex-ministra do Ambiente do Governo de José Sócrates (o ex-Primeiro – ministro chegou mesmo a receber aplausos de parte da plateia quando foi mencionado de forma elogiosa pela homenageada) e ao futebolista Carlos Martins. Este último, foi o primeiro oliveirense a representar à selecção A e conta com passagens, entre outros, por dois dos clubes mais importantes do panorama desportivo nacional: o Sporting e o Benfica.

Foram ainda homenageados com a Medalha de Mérito Municipal: Amadeu Gonçalves Cura & Filhos, Lda, empresa que actua em três sectores: obras públicas, promoção imobiliária e combustíveis; António Fontes, obreiro do CERCAV – Centro de Recreio e Convívio de Alvoco das Várzeas, IPSS fundada em 1981 naquela freguesia; António Manuel Cardoso da Fonseca (título póstumo), que se destacou como empresário no ramo da construção civil e obras públicas do concelho de Oliveira do Hospital; Joaquim Carvalheira (título póstumo), professor primário e presidente da Junta de Freguesia de Ervedal da Beira; e Mário Luís da Costa que conta com mais de seis décadas como executante e maestro na Filarmónica Avoense.

_DCS0085 (Small)O município premiou também os melhores estudantes do concelho com Diplomas de Reconhecimento e promoção Escolar. João Pedro Lopes de Albuquerque foi distinguido como o melhor aluno do 10º ano, enquanto Inês Garcia recebeu o reconhecimento por ser aquela que teve melhor desempenho no 11º ano e Sebastião Barbosa arrecadou o prémio destinado ao aluno do 12º ano. Já Diana Pereira foi considerada a a aluna com mais mérito na EPTOLIVA e o prémio do ensino superior foi para Dulce Lopes que frequenta a ESTGOH. Na mesma sessão serão também entregues os Diplomas de Reconhecimento/promoção Escolar aos alunos do concelho que se destacam no ensino secundário, profissional e superior.

Oliveira do Hospital agradeceu ainda aos familiares de Júlia Fonseca pela oferta do seu espólio literário e um piano, elementos já disponíveis no Museu Dr. Simões Saraiva ao mesmo tempo que foi relembrada a dedicação de Júlia Fonseca na luta contra o cancro.

Finalmente, Casimiro Santos, da pizzaria L’artista, também recebeu um voto de reconhecimento e louvor. Este oliveirense fez parte da selecção portuguesa de pizzaiolos que venceu em Nápoles, entre os 16 países, o Troféu da melhor pizza do mundo. E o empresário prometeu trazer à cidade a selecção durante a próxima edição da Feira do Queijo Serra da Estrela do concelho.

  • Co-incinerado.

    A ex-ministra citou Sócrates? Qual? O socratino-mor? Claro. Ao padrinho, aquilo que é do padrinho…
    E foi aplaudida nessa sua alusão? Pudera…quantos, que lá estavam, não invejam a situação do socratino. Até eu.ahahahaha

    • Co-incinerado

      “Ganda Padrinho”!
      Sócrates paga blogue a assessor de Medina Pai de assessor do autarca de Lisboa recebeu durante dez anos 3550 euros mensais para falar bem de José Sócrates.

      Ler mais em: http://www.cmjornal.pt/tv-media/detalhe/socrates-paga-blogue-a-assessor-de-medina?ref=HP_Outros

      • Co-incinerado

        “Livro meu, livro meu, haverá alguém mais carismático do que eu?”
        Então não é que tal socratino deu em grafómono?
        Mais um livro! – dizem as más línguas (e como é que isto se sabe?) que a revisão ficou em 60 000 euros…e que tal obra já está esgotada em todas as livrarias…os amigos nem o deixaram assentar nas prateleiras, ou escaparates…
        Acontece que, na apresentação de tal obra, não se notaram grandes presenças – a não ser a dos viajantes de Vila Real, em especial fretado autocarro, que a sala encheram.
        Não dei conta, nos relatos lidos e vídeos vistos, da presença da ex-ministra.
        Provavelmente , por afazeres académicos, enviou uma mensagem de felicitações ao padrinho e prometeu-lhe comprar, pelo menos, cem.
        Para ganhar mais carisma.

        • Olimpicum

          Ganhar mais carisma?
          Essa agora!
          Ganhar mais medalhas, isso sim!

  • Desambiente

    Desambiente: A questão que se coloca, colocam muitas Pessoas em Penalva, como é que se dá uma medalha e se invoca o curriculum de Ministra do Ambiente, a quem tem uma casa, naquela freguesia, “tão desambientada”? Será a velha lógica do “espeto de pau em casa de ferreiro”? Quando a vergonha se acaba e a partidarite se impõe, normalmente é assim.

  • António Lopes

    As vezes que já disseram ao Senhor Presidente da Câmara, e até já se publicou uma acta,que a notícia da implantação da Républica não chegou no dia sete, mas no dia 6..! Como professor devia saber, como presidente, por maioria de razões.Mas pronto, não vale a pena gastar adjectivos… Como sui dizer-se, ensaboar certas cabeças, é perder o tempo, a água e o sabão…

    • Festa religiosa

      Pois…
      E a História é “uma batata”.
      Se fosse sobre Winston Churchill, a história vinha na ponta da língua, sem recurso a livro…
      Saberes.
      O problema, quase sempre, é que aquilo que se profere sobre um assunto é aquilo que dele entendemos…é o entendimento que dele temos.
      É natural que, depois, ao se querer ser agente da História, apenas se façam dislates.
      Aconteceu, infelizmente para muitos.