Carta por pontos a partir de 1 de Junho de 2016 pode obrigar infractores a tirar no título

O Conselho de Ministros aprovou ontem um novo sistema para as cartas de condução. O regulamento, que entra em vigor a 1 de Junho de 2016, prevê que todos os condutores comecem com 12 pontos, que podem ser perdidos da seguinte forma: dois pontos por contra-ordenação grave, quatro por uma infracção muito grave. O novo sistema pode permitir a preensão de carta “ou outros castigos” para quem tiver processos em avaliação. Ou seja, aqueles que já tinham contra-ordenações não ficam livres delas. Os condutores podem ser sancionados com a uma acção de formação, a qual terão de suportar. O novo regulamento prevê ainda a cassação da carta por dois anos e a obrigação de a tirar novamente.

O consumo de álcool acima do permitido por lei é o mais penalizado com três pontos para as contra-ordenações graves e cinco pontos para as muito graves. Caso em três anos, o condutor não tenha nenhuma infracção ganha um extra de três pontos, sendo que o máximo que pode conseguir são 15. Quem perder oito pontos terá de assistir a uma acção de formação e suportar os custos da mesma. Se perder um total de dez pontos, o condutor é obrigado a fazer de novo o exame teórico. Aqueles que chumbarem ao exame teórico terão de repeti-lo até terem nota positiva para que lhes seja devolvida a carta. Os condutores que faltarem a uma acção de formação ou ao exame teórico perderão os 12 pontos e a carta. Quando o automobilista perde todos os pontos fica sem título de condução durante dois anos e tem de tirar novamente a carta.

O secretário de Estado da Administração Interna, João Almeida, explicou que com a entrada deste novo sistema “não há amnistia de nenhuma prática anterior, nem retroactividade do sistema  “. “As infracções cometidas em data anterior à entrada em vigor do regime carta por pontos serão sempre punidas ao abrigo do regime actual. Depois da entrada da carta por pontos serão punidas ao abrigo desse regime”, esclareceu.

LEIA TAMBÉM

Incêndios causaram mais de 10 milhões de euros de prejuízos em Seia

Os prejuízos financeiros causados pelos incêndios dos dias 15, 16 e 17 de Outubro no …

idosos

Idoso desaparecido em Trancoso

Os Bombeiros e a GNR estão a procurar um homem de 90 anos que foi …