Centro de Saúde da Lousã fechado após incêndio

O Centro de Saúde da Lousã (CSL), que inclui duas unidades de saúde familiar (USF), está encerrado devido a um incêndio que ocorreu na madrugada de hoje, no rés-do-chão do edifício. Os utentes da USF Serra da Lousã e da USF Trevim Sol, coordenadas pelos médicos João Rodrigues e Marília Pereira, estão impedidos de aceder aos cuidados de saúde primários, informou o director executivo do Agrupamento de Centros de Saúde do Pinhal Interior Norte (ACES PIN), Avelino Pedroso, que tomou a decisão de fechar o CSL, pelo menos até quarta-feira.

O fogo deflagrou no sistema de alimentação ininterrupta (UPS, sigla em inglês de ‘uninterruptible power supply’) do servidor do edifício, que funciona dentro de um armário de madeira, acabando por afectar a parte informática e a parte eléctrica de um edifício construído de raiz e que começou a funcionar há dois anos.

Os doentes com situações agudas ou urgentes “estão a ser encaminhados” para o Serviço de Urgência Básica (SUB) de Arganil e para os centros de saúde de Miranda do Corvo e Vila Nova de Poiares. Estão a ser feitos esforços para que os problemas de saúde agudos e urgentes possam ser resolvidos localmente ainda na tarde de quarta-feira.

LEIA TAMBÉM

José Carlos Alexandrino garante que existem três médicos dispostos a vir trabalhar para Oliveira do Hospital desde que sejam contratados pela tutela

Deputado do PS Santinho Pacheco defende encaminhamento de doentes renais de Seia e Gouveia para Viseu

O deputado socialista Santinho Pacheco, eleito pelo circulo eleitoral da Guarda, anunciou hoje que questionou …

A Asma em números. Autor: João A Fonseca

A asma é uma doença respiratória muito frequente com impacto importante na qualidade de vida …