Centro de Saúde de Oliveira do Hospital recebe reforço de dois médicos colombianos

 

O presidente da Administração Regional de Saúde (ARS) do Centro deu, hoje, como certa a vinda de dois médicos colombianos para Oliveira do Hospital.

Com chegada prevista para “as próximas semanas”, os dois clínicos refletem a aposta da ARS em “dotar o concelho de médicos em número suficiente para a prestação de cuidados de saúde à população”.

De acordo com João Pedro Pimentel, a estadia dos médicos colombianos em Oliveira do Hospital vai ter a duração de três anos, altura em que está prevista a entrada de um conjunto significativo de médicos especialistas, em medicina geral e familiar, no Serviço Nacional de Saúde.

“Estamos com o maior número de jovens médicos a tirar especialidade em medicina geral e familiar”, informou o presidente da ARS Centro, adiantando que é esperada a entrada de 140 novos médicos.

João Pedro Pimentel lembrou que 2011 é “um ano muito difícil”, por isso apelou à compreensão dos autarcas e população em geral para o problema da escassez de recursos humanos, decorrente da aposentação de “um conjunto importante de médicos”.

O responsável assegura que o problema vai ficar sanado com a entrada de novos clínicos e chega a considerar que em “2013 e 2014 vão terminar as aflições por falta de médicos”.

Pese embora os sacrifícios de contenção exigidos aos portugueses, Pimentel assegura que o Serviço Nacional de Saúde “é o maior fator de coesão social que o nosso país tem”. “Mesmo em tempo de crise, o SNS tem respondido bem às necessidades da população”, frisou, alertando para a necessidade de o mesmo continuar a ser preservado.

LEIA TAMBÉM

Da promessa à efetiva criação do Plano Nacional para as demências. Autor: José Carreira

A Alzheimer Portugal há muito que tem vindo a defender um Plano Nacional para que …

Adopção de estilo de vida saudável pode reduzir risco de doença de Alzheimer. Autor: Ana Margarida Cavaleiro

Os hábitos que adotamos na vida podem fazer uma grande diferença na nossa saúde, assim …