Centro: Guia apresenta 52 praias da região

O presidente do Turismo Centro de Portugal, Pedro Machado, ladeado por António Duarte Silva, escolheu, ontem, a Piscina de Mar da Figueira da Foz para fazer o lançamento do Guia das Praias Fluviais e Oceânicas, num total de 52 praias (26 de cada), muitas delas com Bandeira Azul, Dourada ou acessíveis.

Pedro Machado falou da necessidade de “valorizar o que temos”, e começou pelas praias escolhendo a Figueira da Foz, porque “é uma praia que está na memória dos portugueses como uma das melhores de Portugal”. Anunciou que, oportunamente, serão lançados os guias de Termalismo, Saúde e Bem-estar; Eventos Gastronómicos e Alojamentos e o Mapa Regional.

Pedro Machado quis também falar do turismo náutico e das potencialidades que a região Centro tem para a sua prática, explicando que está a tentar que a regata Arcachon-Aveiro, que tem sido um êxito, “possa na próxima edição chegar à Figueira da Foz”. Outro dos pontos que defendeu para a Figueira da Foz é a integração do CAE (Centro de Artes e Espectáculos) no book de congressos, que funciona como “uma nova visão no marketing”.

Pedro Machado finalizou falando dos “efeitos positivos” que deu a reunião na Figueira da Foz com o secretário de Estado do Turismo, onde se falou, entre outros, do projecto de Golfe de Buarcos, cujo dossier está na posse daquele membro do Governo.

O presidente da Câmara Municipal da Figueira da Foz congratulou-se por o Turismo do Centro ter escolhido a Figueira para realizar esta iniciativa, porque dantes, “para os nossos governantes nacionais a região centro não tinha mar” disse, lembrando, por outro lado, que “a Figueira da Foz é uma região onde o mar sempre foi importante”.

Crise turística é menor na região centro

Todo o país está a sofrer os efeitos da crise e o desaceleramento no turismo é notório. Pedro Machado divulgou alguns números para mostrar a queda a nível nacional que prevê atingir os 10%.

Nos dados oficiais de Janeiro a Maio de 2009, a nível nacional, a quebra atingiu os 8,4%, enquanto que a região Centro, no mesmo período, perdeu 5,1%. “A região Centro é a segunda região do país menos penalizada” disse.

Quanto ao mês de Junho, segundo dados internos do Turismo de Portugal, “manteve um ligeiro crescimento”, que Pedro Machado justificou, porque “estamos a atacar o mercado” e, na sua opinião, pode ainda melhorar “se os empresários forem sensíveis e tiverem em conta a relação qualidade/preço”, disse.

In Diário de Coimbra

LEIA TAMBÉM

Ministro Pedro Marques garantiu em Nelas que a aposta em infra-estruturas de transporte passa pela ferrovia e IP3, ignorando IC6 e IC12

O ministro do Planeamento e Infraestruturas, Pedro Marques, assegurou ontem em Canas de Senhorim, Nelas, …

José Carlos Alexandrino lança suspeitas sobre queijeiras de Seia nas descargas ilegais no rio Cobral

Como regresso da chuva, os habitantes que vivem próximo do rio Cobral temem que voltem …