Águia Cobreira

CERVAS em Gouveia recuperou e vai devolver 25 animais selvagens à natureza

Corujas, águias, milhafres, esquilos e cágados vão começar a ser libertados a partir de amanhã em diferentes pontos dos distritos da Guarda, Coimbra, Viseu e Castelo Branco. Esta acção decorre depois do Centro de Ecologia, Recuperação e Vigilância de Animais Selvagens (CERVAS), de Gouveia, ter recuperado animais selvagens que ingressaram no centro com diversos tipos de problemas, desde ferimentos por tiro ou recolhidos em cativeiros ilegais.

Para a liberdade partem corujas-do-mato (Strix aluco) e esquilos (Sciurus vulgaris) que foram encontradas quando eram pequenas crias, tendo sido alimentados no CERVAS e sofreram processos de treino e socialização para a sua reintegração no meio natural. Há também cágados-mediterrânicos (Mauremys leprosa) que estavam em cativeiro ilegal e que foram entregues voluntariamente por crianças de uma escola onde foi realizada uma sessão de educação ambiental na qual se apresentaram as espécies autóctones de cágados e algumas das suas ameaças, com destaque para a introdução de espécies exóticas. Estes animais serão devolvidos à natureza com as crianças da escola.

Uma águia-cobreira (Circaetus gallicus), uma águia-d´asa-redonda (Buteo buteo) e um falcão-abelheiro (Pernis apivorus) regressarão também aos céus após terem sido feridos com tiros. O processo de recuperação passou por tratar os ferimentos, seguidos de períodos de fisioterapia e treino de voo em contacto com outras aves de rapina diurnas.

A primeira devolução à natureza acontecerá amanhã, em Coimbra. Trata-se um milhafre-preto (Milvus migrans), que tinha estado numa situação de cativeiro ilegal e cujo processo de recuperação física e mental demorou aproximadamente um ano. Seguidamente, até ao final de Maio e durante o mês de Junho, decorrerão as restantes acções, sendo de destacar algumas libertações como as de uma águia-d´asa-redonda e um falcão-abelheiro na Guarda, no dia 30, uma águia-cobreira em Gouveia, no dia 1 (durante as comemorações do Dia da Criança), várias corujas na Covilhã, no dia 9, e quatro cágados mediterrânicos em Mangualde, no dia 12, entre outras.

LEIA TAMBÉM

Incêndios causaram mais de 10 milhões de euros de prejuízos em Seia

Os prejuízos financeiros causados pelos incêndios dos dias 15, 16 e 17 de Outubro no …

idosos

Idoso desaparecido em Trancoso

Os Bombeiros e a GNR estão a procurar um homem de 90 anos que foi …