Chave falsa facilitou assaltos em Oliveira do Hospital

Três espaços comerciais foram, na última noite, assaltados na cidade de Oliveira do Hospital com recurso a chaves falsas. Só de uma loja, os larápios levaram mais de 1700 Euros em dinheiro.

O alerta foi dado à GNR, esta manhã,  à hora de abertura dos espaços comerciais, momento em que os proprietários da frutaria e papelaria vizinha, bem como do pronto a vestir localizado numa das principais artérias da cidade de Oliveira do Hospital se depararam com o interior das lojas remexido. Em nenhum dos espaços houve sinais de tentativa de arrombamento de porta, levando a GNR a presumir que os larápios tenham recorrido a chaves falsas para se introduzirem no interior das lojas.

Dos três espaços assaltados, o que registou maiores prejuízos foi o Pronto a Vestir “Nelita”. Para além do furto de algumas peças de vestuário – calças de ganga, casacos de lã e um blusão – os larápios deixaram vazia a bolsa onde Maria Manuel Mateus guardava o dinheiro de cobrança de gás , num montante superior a 1700 Euros. “Tinha cá este dinheiro porque esta semana, como era início do mês, foi altura de pagamentos do gás”, contou a proprietária ao correiodabeiraserra.com, confessando que “nem queria acreditar”, quando abriu a loja e viu “vários pares de calças de homem pelo chão”. “Fui logo ver do dinheiro do gás, mas já só lá estavam os talões de pagamento”, disse desesperada a lojista que, com espaço aberto há já 14 anos, nunca tinha passado por nada semelhante anteriormente. A deixar ainda mais angustiada a proprietária do conhecido pronto a vestir, está o facto de o dinheiro furtado nem sequer lhe pertencer, já que apenas procedia à cobrança, estando prevista a entrega da verba recolhida, no final da semana. “Ainda não sei como vamos fazer”, referiu.

Apesar de saber que mais dois espaços da cidade foram igualmente assaltados, Maria Manuela Mateus está em crer que o assalto à sua loja foi intencional, desconfiando que os autores do assalto tinham conhecimento prévio de aquele ser um local de cobrança de gás. “A GNR diz que foi coincidência, mas eu não acredito. Acho é que os outros dois assaltos foram só para disfarçar”, comentou ainda a proprietária do pronto a vestir, de onde os larápios também levaram 25 Euros do fundo de caixa e deixaram vazio o pacote de rebuçados. “Roubam e ainda gozam”, comentou ainda a lojista.

Menores prejuízos foram registados pela frutaria Frutifresh e livraria Pérola, de onde os amigos do alheio furtaram apenas algumas dezenas de euros respeitantes a fundos de caixa.

A GNR de Oliveira do Hospital tomou conta da ocorrência que, no imediato, deu como certo o recurso a chaves falsas por parte dos larápios. Por esse motivo, a GNR está em crer que os autores dos três assaltos já são “experientes” neste tipo de crime.

LEIA TAMBÉM

Dois jovens detidos em Seia enquanto assaltavam uma viatura

A GNR deteve ontem dois homens de 18 e 21 anos, em flagrante delito, por …

GNR deteve traficante de droga em Celorico da Beira

O Núcleo de Investigação Criminal da Guarda da GNR deteve um homem com 54 anos …