Cidadania e solidariedade no serviço público. Autor: Francisco Cruz.

Recentemente publiquei no Facebook uma fotografia de 3 contentores cheios de lixo orgânico.

Para além dos resíduos que ficam quando são despejados, quando são lavados há escorrência ao logo da via para a entrada principal da unidade turística.

Só não há odores porque sentimos necessidade de lavar a via para os evitarmos.

O cenário parece surreal, mas é passível de constatação, bastará uma deslocação a Caldas de S. Paulo.

A situação incomodou um deputado da Assembleia Municipal, que apesar de a lamentar, não perdeu tempo para a conotar como sendo uma ação de cariz político!

O dito deputado, presumo que incomodado com a resposta, há-de ter refletido e, ao que parece, decide-se por tomar uma atitude de cidadão responsável e atento ao que se passa na comunidade que representa.

Vai daí, decidido a juntar-se aos Oliveirenses que sentem vergonha da localização dos ditos contentores e se preocupam com o desenvolvimento do território, terá apresentado uma proposta digna de um cidadão que tem responsabilidades políticas enquanto deputado Municipal e solidária enquanto cidadão e empreendedor que é.

“Recebe de bom grado, à porta do seu estabelecimento comercial, os 3 contentores do lixo, aceitando que a “ilha” (contentor de lixo orgânico) lá colocada seja transferida para as Caldas de S. Paulo.”

Terá ocorrido, ainda, uma situação mais insólita na política local! O Sr. Presidente da Câmara, reconhecendo o mérito da proposta, terá reconhecido mérito à unidade Turística e até terá divulgado que esta unidade captou mais turista em 8 meses de atividade (ultrapassou as 10.000 dormidas), do que todas as unidades turísticas do concelho, nos últimos 2 anos! Grandes progressos!

Enquanto cidadão não poderia deixar de reconhecer publicamente estes gestos de cidadania, responsabilidade e solidariedade.

Aqui fica o meu sentido reconhecimento e agradecimento!

Políticos com este sentimento de dever cívico e atitude pró ativa na resolução de problemas, fazem falta à sociedade civil!

Aguardamos, agora, pela transferência destes equipamentos!

Autor: Francisco Cruz

LEIA TAMBÉM

Caça praticamente proibida no concelho de Oliveira do Hospital até Maio de 2018

A caça está proibida até 31 de Maio de 2018 nas zonas consumidas pelos fogos, …

Capoula Santos apresentou em Oliveira do Hospital novas medidas de apoio aos agricultores afectados pelos fogos

O Ministro da Agricultura apresentou, ontem, em Oliveira do Hospital, as novas medidas de apoio …

  • António Lopes

    Convinha..Já que estamos todos numa de proactivos, convém não deixar esmorecer. A parte boa é que, no ano passado, o Senhor Presidente disse para lá uns números das dormidas que se não me engano , dava uma média de 45 dormidas em todo o Concelho . Ele, considerava um sucesso..! Ainda bem que há o Hotel das Caldas para o Senhor Presidente se aperceber das diferenças.E para não estragar, não “malho” mais…Matéria havia.Só uma questãozinha, Doutor Francisco: E as placas de sinalização..?