Cientistas canadianos estudam propriedades do vinho tinto no combate ao cancro do pulmão

Cientistas canadianos estudam propriedades do vinho tinto no combate ao cancro do pulmão

Investigadores da Universidade de Brock e da Universidade McMaster, em Ontário, publicaram um estudo na revista Cancer Cell International uma investigação conduzida in vitro utilizando células cancerígenas e estudos epidemiológicos, o qual indica que o vinho tinto tem propriedades anticancerígenas. A experiência atribui essa capacidade ao vinho tinto por ser rico em resveratrol.

Para esta pesquisa, a equipe mediu o impacto de vinhos tintos e brancos “em células do cancro do pulmão. Os resultados revelaram que ambos os tipos de vinhos, tinto e branco, travou a propagação do cancro, mas os tintos foram mais eficazes. O vinho tinto efectivamente parou a propagação das células cancerígenas com uma percentagem muito menor de bebida. Dois por cento de vinho tinto equivaliam a cinco por cento de branco.

“Os nossos resultados demonstram que tanto os vinhos brancos e tintos são capazes de inibir o crescimento de células de cancro do pulmão e do potencial oncogénico. Mas uma diferença na concentração de vinhos, obriga a que os mesmos resultados só sejam alcançados com doses de vinho branco”, disse Evangelia Litsa Tsiani, professora de Ciências da Saúde da Comunidade, na Universidade de Brock, e uma das autoras do estudo. “A nossa teoria é que o conteúdo fenólico, que foi muito maior no vinho tinto, poderá ser responsável por estes resultados”, sublinha a pesquisadora.

Tsiani frisou que o estudo mostrou que o vinho tinto impede o crescimento e sobrevivência das células do cancro do pulmão. Mas advertiu que não podem fazer recomendações sobre beber ou não vinho, porque este estudo em células do cancro do pulmão humano foi realizado em laboratório. “O nosso próximo passo é usar doses de vinho, correspondentes a um consumo moderado do ser humano e examinar o efeito sobre o crescimento do tumor em ratos”, explicou. “Se verificarmos uma redução significativa no crescimento do tumor com o vinho, então nós temos uma forte evidência para justificar a um estudo clínico e em pacientes com cancro”, rematou.

O cancro do pulmão é uma das mais graves doenças humanas, responsável pelas maiores taxas de mortalidade em todo o mundo. É a principal causa de morte por cancro em homens e a terceira, após o cólon e da mama mama em mulheres, fazendo mais de um milhão de mortes por ano em todo o mundo. Das pessoas que desenvolvem a doença 83 por cento morrem no espaço de cinco anos.

Fonte: Cancer Cell International

LEIA TAMBÉM

IMT vai recorrer de decisão que declarou ilegal fecho de centro de inspecção automóvel de Seia

O Instituto de Mobilidade e Transportes (IMT) anunciou que vai recorrer das decisões judiciais que …

Dez detidos em Seia por tráfico de droga

A GNR de Gouveia deteve, entre os dias 1 e 3 de Setembro, oito homens …