The Gift e programas de televisão em directo animam ExpOH 2014

CM de OLiveira do Hospital investe 71 mil euros em parte da animação musical da EXPOH

A Câmara Municipal de Oliveira do Hospital vai investir 71 mil euros num conjunto de bandas musicais que vão animar a maior parte da EXPOH 2016 que irá decorrer naquela cidade entre este sábado e o próximo dia 7 de Agosto. O município contratou directamente a banda Função Públika, a quem vai pagar 10.500 euros, e entregou à empresa Malpevent – Consultadoria e Produção de Eventos a aquisição de serviços de agenciamento de artistas pelo valor de 60.500, o que permitirá levar ao parque do Mandanelho as bandas Anjos, The Black Mamba, Eamuel, o DJ Alvim e Manuel Melo, Boss Ac e o grupo HMB.

Estes são os contratos publicados na Base: contratos públicos on-line, no qual consta também um ajuste directo, também para a EXPOH, com a empresa Multitendas, no valor de 23.719,5 euros (no ano anterior a mesma empresa cobrou 20.885 mil euros), destinado à aquisição de serviço de aluguer, montagem e desmontagem de stands e equipamentos afins. Sobre este contrato, bem como o que foi efectuado com a Malpevent, não é possível saber mais pormenores. A autarquia invocou o artigo 95º do Código dos Contratos Públicos, segundo o qual não é exigível a redução do acordo a escrito.

Entretanto, o autarca, numa entrevista concedida à Rádio Boa Nova, admitiu que os custos totais do evento devem rondar os 120 a 125 mil euros e mostrou-se convencido que o actual cartaz de espectáculos está a agradar aos mais jovens, o que poderá contribuir para atrair mais gente, ajudando a combater o défice que resulta anualmente do evento. “Todas as EXPOH se têm traduzido em défices que rondam os 50 mil euros”, frisou, sublinhando que chegar aos 80 mil visitantes seria o ideal para equilibrar as contas.

“Esse número justificava, sobretudo, o retorno do investimento. Acredito que é possível e que vamos ter muita gente”, continuou, apelando aos oliveirenses que se desloquem à feira e que comprem o bilhete geral de 10 euros que dá acesso a todos os espectáculos (existem também ingressos válidos por um dia a três euros). “Se não que venham nos dias em que o acesso é de borla. Também importante, pelo menos para ajudar aos números e para me darem a certeza que o caminho desta EXPOH é o certo”, concluiu.

LEIA TAMBÉM

Caça praticamente proibida no concelho de Oliveira do Hospital até Maio de 2018

A caça está proibida até 31 de Maio de 2018 nas zonas consumidas pelos fogos, …

Capoula Santos apresentou em Oliveira do Hospital novas medidas de apoio aos agricultores afectados pelos fogos

O Ministro da Agricultura apresentou, ontem, em Oliveira do Hospital, as novas medidas de apoio …

  • Vermelhão

    Estes números, a serem certos, estão cá a fazer-me uma confusão. E só pergunto: como é possível? As pessoas só vão quando é à borla? E nos dias pagantes, porque é que vai pouca gente? Não sei, mas parece-me que há aqui alguma coisinha mal explicada.

  • JPCRUZ

    Como se vê já cheira a eleições. como é possível se gastar tanto numa festa.?
    Será que este concelho só vive disto? então e emprego que é bom nada? uma ESTGOH mais reforçada em nível de cursos e alunos?