CM de Oliveira do Hospital investiu quase 72 mil euros em apenas cinco contratos para a EXPOH 2015

A Câmara Municipal de Oliveira do Hospital investiu quase 72 mil euros em cinco contratos para realizar a EXPOH 2015. Estes valores, publicados no Portal Base (onde é comunicada obrigatoriamente a informação sobre todos os contratos ExpoH contrato standscelebrados ao abrigo do Código dos Contratos Públicos), prendem-se apenas com os compromissos estabelecidos com os músicos José Cid, Carlão e a banda Função Públika, bem como com a montagem e desmontagem de stands e com a aquisição de telas em lona PVC.PVC

O contrato mais oneroso prende-se com o aluguer, montagem e desmontagem de stands e equipamentos afins. Só nesta rubrica a autarquia terá de pagar à empresa Multitendas – comércio e aluguer de tendas, Lda, 20.885 euros. O próprio presidente Câmara Municipal já tinha reconhecido que este era o aspecto com mais custos para a autarquia, referindo mesmo que estes recursos consumiam cerca de 40 mil euros, muito acima daquilo que está estipulado no contrato. “Criam um deficit grande porque custam cerca de 40 mil euros e temos muitas dificuldades em alugar”, referiu José Carlos Alexandrino, fazendo notar que alguns deles eram cedidos a título gratuito a IPSS’s.

O autarca, no balanço que fez no último dia do evento, explicou também que não são os concertos que estão na base dos José Cidgrandes custos. Nesta edição, contudo, só para três dos vários agrupamentos musicais que actuaram no certame, a Câmara Municipal desembolsou mais de 48 mil euros. José Cid, que sendo a grande atracção, foi quem mais cobrou: 15.500 euros. Carlão, por seu lado, recebeu 11.550 euros e o agrupamento carlãoFunção Públika sendo o mais modesto, encaixou 11 mil euros.

Um quarto contrato teve a ver com a compra de telas em lona PVC. Aqui a autarquia teve de pagar 12.750 euros à empresa Cobersun, Lda. Mas este compromisso, assinado em 29 de Julho, é o único que não faz referência directa à Expoh, dado tratar-se de aquisição de bens móveis que podem ser utilizados noutros eventos. Já os restantes referiam-se à função publicacontratação de serviços.

A autarquia, porém, ainda não tornou públicos os valores definitivos do evento, nem o número de visitantes. No derradeiro dia da exposição, porém, o presidente José Carlos Alexandrino estimou que o “investimento” deverá andar entre os 25 e os 30 mil euros e que esta foi a feira mais barata de sempre. Números, segundo o autarca, bem abaixo dos 53 mil que alega ter gasto em 2014.

 

 

LEIA TAMBÉM

Incêndio

Anda tudo a gozar connosco!!! Autor: Luís Lagos

Anda tudo a gozar connosco!!! Eu estou absolutamente farto!!! Fartinho!!! Haverá quem leia este post …

Marcelo Rebelo de Sousa visita Zona Industrial de Oliveira do Hospital devastada pelos incêndios

O Presidente da República já está em Oliveira do Hospital e visitou a zona industrial que …

  • O Lorvão aqui tão perto

    20 ou 30 mil de investimento? É doido.

    • Júlio de Matos

      Não é nada doido. Lá estão vocês a trocar o números que o presidente deu.
      Ele quando falou nos 20 ou 30 mil, estava a referir-se aos artistas que iam ao Seixo à festa do papo-seco.

      • Aldeia Sempre

        Se ele gastasse esse dinheiro para pôr a ETAR da Pólo Industrial da Cordinha a funcionar é que tinha juízo.
        A Cristina tem que bombear o saneamento para ser tratado na ETAR de Vila Franca e a Padaria nova não sei como resolve, pois a ETAR não está a funcionar.
        Os que queriam o pavilhão abandonado tiveram que sair por não haver esgotos, eram dois, agora uma padaria com tanta gente e clientes funciona. E depois chamam-no doido? Ele é aldrabão.

  • JPCRUZ

    Boa tarde ,
    Mais um escândalo que espero que este executivo terá que esclarecer .
    Porque se é verdade o que diz nesta noticia, á um enorme descalabro nas contas e estes senhores deveriam ter mais respeito com os dinheiros públicos.
    Espero que na próxima Assembleia Municipal este e outros assuntos sejam lá expostos.
    Não podemos continuar a deixar este senhores iludirem o povo com falsas-verdades

    saudações comunistas

    • Toca a gastar

      Não vê que querem à força iludir as pessoas com a herança de 7,5 milhões de euros de passivo, quando na realidade foram 3,5 milhões.
      O que fizeram a 4 milhões de euros?
      Comezainas, festanças, ralis, voltas e voltinhas, feiras. As obras para além de mausoléus, não existem.

  • João Paulo Albuquerque

    Em adjudicações segundo esse portal, desde 01/07/2009 até 28/08/2015 a Câmara Municipal de Oliveira do Hospital já adjudicou 18.009.224,67€. O que dá um pouco mais de 3 milhões de euros por ano. Não me perguntem onde está o retorno, porque não sei.

  • Esperteza Saloia

    Este pessoal são mesmo uma esperteza saloia. Porque as actas andam a ser muito lidas, das duas uma. Ou não decidiram,legalmente, a contratação dos artistas,ou esconderam o que é grave) as adjudicações. Pensa esta gente que andam a lidar com chico espertos como eles. Só que vão tendo estes desgostos. Aqui está um documento oficial a provar que mentem descaradamente.Não dizem os números porque não os conhecem em toda a profundidade.Não contam o pessoal da Câmara envolvido, o transporte dos grupos a alimentação para o pessoal todo mais convidados e amigos, a água, a electricidade as compras avulsas para as necessidades que vão surgindo e um rol de não sei quantas coisas. A seco e com contrato, aparecem 72 mil. Se as receitas do ano passado com mais um fim de semana e mais um dia, foram 26 mil euros??? dizem eles, então gasta 30 mil como? Somos todos burros? Ou a esperteza caiu por um funil para estes senhores..? A chamada “ESPERTEZA SALOIA”. Ontem, mais um festão no Seixo, com os candidatos do PS por lá. E falam em dar moral…

  • Politicalex

    Como é que o presidente vai gostar do CBS? “Destroca-lhe” as mentiras todas e com documentos oficiais..! Mas foram 53 mil, o ano passado? A Senhora vereadora disse que foram 18 mil. Melhor, disse que a despesa foi 45, a receita 26, o que deu um déficite de 18 mil…! Na mesma reunião, o Dr.Rolo disse que foi isso mais 32 mil pagos pela Câmara… O presidente disse e diz, que foram 53 mil… E dizem eles :”andam aí uns malabaristas que manipulam os números”..! Podem ter a certeza que sim. E mais, até publicam nas actas da Câmara, para não haver dúvidas..! 25 ,30 mil… este ano.é..? Bom, era ser possível obriga-lo a pagar o resto, do bolso dele. Sabia logo quanto era..! Irresponsáveis..! Depois, para ajudarem com cem euros, um necessitado, exigem 33 horas de trabalho..! TUDO PELAS PESSOAS!!!

    • Triste povo

      Não serão 33 horas, mas são 31.
      As famílias são compradas porque dão a um membro 3,225€ por hora. Vários casos de 800 euros e depois lá andam os familiares com os cartazes nas marchas lentas. Alguns nem ler sabem.

  • Que se dedique à estiva

    E diz o “Pavão”: “Para fazer uma feira a sério são precisos 150 mil euros”.
    Façam bem as contas a esta e vejam se estão longe dos 150 mil. A feira no entanto, não deixa de estar uma desgraça.

  • Politicalex

    É Vê-los.Há dias andavam todos no Seixo,candidatos a deputados incluídos.Hoje lá andam todos no Ervedal. Entretanto Sócrates foi libertado, de acordo com a sua vontade.Sem pulseira com polícias à porta, gastar em 4 polícias para lhe fazer a vontade.Entretanto as sondagens dão o PS em queda…

  • traça

    Coerência, que é o que falta .quanto aos festins no seixo há uns anos também vi alguns dos que agora criticam a andar por ali de sorriso e braço dado com estes incompetentes e promiscuos como vi alguns a receber apoios do Sócrates e visitas de ocasião .mas porque se esquecem dos meninos do BPN,do Duarte lima, do Macedo nos vistos Gold, do Loureiro, e de tantos que andam por aqui a descapitalizar empresas mas em veículos de alta cilindrada. Exe uns outros que por ai abundam nos subsídios pagos por todos nós . e outros que se vendem e compram tao facilmente.Coerência, custa muito . O desprestígio a que chegou a classe desde a politica à judicial, passando por todas as outras é um desastre social

  • Politicalex

    Quem são esses malandros..? Muito se fala do que não se conhece…festas cada um pode fazer as que quiser, desde que as pague.isto de bola prá frente e tudo à molhada, precisa de melhor prova…

  • António Lopes

    Há coisas que, se não visse, não acreditava.Com a polémica que se instalou com a “ressuscitada” dívida deixada pelo executivo de Mário Alves,e porque prezo a verdade,tenho insistido no rigor do número. Fiz um requerimento, não me deram o valor. Mandaram-me para a informática da Câmara.Pouco dado a estas coisas, depois de muita pergunta e muito labor,lá fui encontrar o relatório e as contas de 2009.
    Nos relatórios posteriores, incluindo o deste ano,leia-se contas de 2014, lá vem, na página 38 do relatório, um mapa com o endividamento dos últimos dez anos.

    Curto Prazo—- 477.170.08 euros
    Longo Prazo- 4.607 707.35

    Logo um endividamento de 5 084.777.43. Nesta pesquisa encontrei os três mapas de suporte, que descriminam esta dívida.

    Caixa Geral de Depósitos -4 439.805 91
    Ass.Municipios P.Beirão—– 167.801.44
    Terceiros ou Diversos———477.170.08- Que somam os mesmos 5 084.777.43!!! Nem podia ser de outro modo…Eu até sei que ainda houve mais uns trinta e três mil de juros e que o total foram 5.128 000 000 mais uns quebrados,que ainda não consegui encontrar..
    Pergunta-se: A mentira abona alguma coisa a instituição Câmara Municipal? Qual o objectivo? Qual o ganho..?
    Sendo a minha função acompanhar e fiscalizar o executivo Municipal, não querem que eu trabalhe e cumpra a minha missão porquê?

    Não foi para isso que fui eleito?

    • Guerra Junqueiro

      Ainda não percebi quais os motivos que levam o Sr Presidente e o Vice a alegarem que a divida herdada foi de 7,5 milhões de euros em vez dos 3,5 reais. Pois, com o que tinham na banca e os estornos das obras que o Mário Alves arranjou a divida real é de 3,5 milhões de euros.
      Ainda vão dizer que os sete milhões e meio de divida é o que vem nos mapas dos apoios. Isso é que vai ser rir.

      Cumprimentos
      Guerra Junqueiro

      • António Lopes

        Para mim até que alguém me demonstre o contrário,o que será muito difícil, a dívida real deixada é de 3 590 000 00 euros.. com um erro inferior a mil euros, para menos.Faltam umas centenas de euros que não tenho o número exacto dos juros.
        A Câmara considera o dinheiro em banco um encargo, uma vez que as obras estavam em curso ou adjudicadas.Penso que só a obra da Ponte do Salto ao Seixo não estava, embora no programa de financiamento do empréstimo..É uma leitura que se pode aceitar.A verdade é que o dinheiro para pagar o que faltava estava em banco.Só foi mobilizado em 2011, pois, o 1 538 825 00 de obra feita e paga,recebidos já pelo actual executivo, foi dando para pagar as obras já em curso e que estava previsto serem pagas com os dois milhões.Por isso MA não os tinha mobilizado. Acresce que, em 2009, MA deixou um resultado líquido positivo, do exercício de 2 169 730.36.!!! Em ano de eleições não foi muito inteligente.Talvez por isso as perdeu.Era igual a ele próprio por isso o combati. Na primeira intervenção que tive na AM em 17 de Dezembro de 2005 aconselhei-o a endividar-se e a fazer as obras.Não me deu ouvidos…Agora pagamos para as dívidas dos que se endividaram e fizeram as obras…! Não se pode ser sério nem parcimonioso..! Perdeu as eleições, gastaram o dinheiro, à mesma e ainda ficou mal visto..! Assumo que dei uma “ajuda”…

        • Abrolhos

          Uma ajuda terrível. Valia mais estar quieto.

          • António Lopes

            Pois… parece que sim..! “Fica-te Mundo cada vez pior” .O problema foi na solução não foi no objectivo…`Já começo a pensar se não haverá doutros..!

        • bancada

          Mostre-lhe Sr.Lopes.o homem parece não ser bom em números. Mesmo assim valia mais um berro do MA do que os sorrisinhos mentirosos(falsos) deste presidente lunático. Ainda não viram que é só falsidade, ou anda tudo cego.?

        • Capitão Alatriste

          Sr. Lopes poderia fazer a fineza de indicar que obras importantes e úteis foram pensadas e executadas por este executivo… É que não estou a ver…

          • Triste mas triste

            Então não está a ver a central de camionagem? Não está a ver o mercado municipal? Não está a ver o centro escolar de Nogueira?
            É tudo a dar dinheiro aos mesmos, e várias vezes. A utilidade é que é zero.

  • António Lopes

    Cada um diga e pense o que quiser. A realidade é esta.

    Dívida Pública Portuguesa – JUL/2015 – Dados do Banco de Portugal

    Já é possível colocar aqui os dados do Banco de Portugal, que incluem os
    depósitos que o Estado detém e que, na prática, podem abater à dívida
    para obter a dívida líquida.

    Evolução da dívida líquida:

    Dezembro de 2010 : 158.736 mil milhões de €€ (boletim 04/2013)

    Dezembro de 2011 : 170.904 (boletim 04/2013)

    Dezembro de 2012 : 187.900 (boletim 04/2013)

    Dezembro de 2013 : 196.304 (boletim 04/2014)

    Dezembro de 2014 : 208.128 (boletim 05/2015)

    Julho de 2015 : 212.268 (boletim 08/2014)

    Aumento diário da dívida líquida:

    2011 : 33.336.986€

    2012 : 46.437.158€

    2013 : 23.024.658€

    2014 : 32.394.521€

    2015 (até final de julho) : 19.620.853€

    Em 2015 o aumento líquido da dívida é menor e os depósitos estavam
    ligeiramente acima dos 18 mil milhões de € ( + de 10% do PIB).

  • Toca a mamar

    Sr Lopes, o Alex tem azar em não ter cá o Tâmega.
    A fobia das tendas é um grave problema:
    http://lusojornal2015.blogspot.pt/2015/08/milhares-de-euros-gastos-em-almocos.html

    • António Lopes

      Razão tem o João Diniz quando diz que temos 308 ” Salazaritos”, referindo-se aos Presidentes de Câmara. Então porque é que acha que temos 130% de dívida Pública em relação ao PIB? Porque acha que, com essa austeridade ainda nos endividamos quase 20 milhões de euros por dia? A Câmara de Oliveira entre desporto, festas e subsídios a associações que uma parte vai para festas, outra vez, são quase 20% do orçamento.Agora imagine isso transportado para 308 municípios.Nunca mais levantamos a cabeça, por causa destes irresponsáveis. Eles querem é ser eleitos e ser “uns gaijos porreiros”..! Neste fim de semana, criticava eu, esta situação, com um presidente de junta que pagou dormida em hotel aos idosos da sua freguesia, numa viagem anual com os mesmos.Dizia-me ele, se calhar bem: “Se não fosse assim, houve lá pessoas que nunca saberiam o que era um hotel”..! Retorqui: e dinheiro para comer, remédios, consultas e viagens ao médico essas pessoas têm? E dinheiro para o estudo dos filhos e netos, têm? A Junta da-lhes, ou ajuda-os? As prioridades andam muito alteradas..!