CM Oliveira do Hospital afirma que pediu auditoria ao IGF a 23 de Maio

A Câmara Municipal de Oliveira do Hospital enviou um ofício a este jornal no qual dá conta que o pedido de realização de auditoria à Inspecção Geral de Finanças por parte da autarquia foi pedido a 23 de Maio, tendo sido recepcionado no dia 26 do mesmo mês. O ofício é assinado pelo director do Departamento de Administração Geral e Finanças da autarquia, João Manuel Nunes Mendes.

O ex-presidente da Assembleia Municipal da autarquia, destituído em Abril, António Lopes, que recentemente enviou um pedido idêntico ao IGF e levantava dúvidas sobre se tal teria sido efectivamente realizado por parte do município, concedeu que tal nota vindo do director do Departamento que tem de a considerar a informação como boa. “Vindo de quem vem o ofício tenho de o registar como bom. O que lamento é que tenha solicitado a 18 de Agosto informação sobre esse assunto e até hoje não tenha recebido nada, quando a lei estipula dez dias para que tal seja cedida ”, remata António Lopes.

Aqui fica o ofício enviado pela autarquia:

Of Jornal CB 001

LEIA TAMBÉM

CDU: “Julgamos demasiado sem vergonha utilizar uma inauguração pública para os candidatos de um partido [PS] se promoverem”

O candidato à Assembleia de Freguesia de União de Freguesias de Ervedal e Vila Franca …

João Brito atónito com “campanha eleitoral a favor do PS” por parte da Câmara ao aprovar hoje mais 10 subsídios a instituições

O vereador do PSD João Brito está atónito com aquilo que classifica de falta de …

  • Politicalex

    Eu sempre disse que uns “açoitezinhos” no rabo, não fazem mal nenhum. Então. o Alex de livre vontade , deu uma de “dono da Câmara” e não forneceu os documentos. Levou um apertozinho, até já manda ofício..! Que não lhe doa a mão, Sr. António Lopes, Dê-lhe duro…eles “deitam-se”…Não aprenderam a bem têm que aprender a mal…

  • O Salvador de Avelar

    Muito me contam! E o que prova este papel para que, de facto, se saiba que foi pedida a auditoria? Caixa de crédito agrícola, licenciamentos, auditoria…tudo é um mistério…assim como são as ideias deste executivo.

  • Adjunto de ordens

    Se o António Lopes diz que vindo do Dr.João Mendes o considera como bom,para mim, isso me basta…

  • Só visto

    Ainda não vi o oficio, para bem, deviam anexa-lo. Aí havia menos dúvidas, pois ficávamos a saber que tipo de auditoria foi pedida.
    O Sr António Lopes, quando quiser pedir o que quer que seja à CMOH, faça-o pelo CBS, pois directamente, não vai lá.

  • António Lopes

    Não vá sem resposta: Já comuniquei, isso mesmo, ao Sr. “Presidente da Assembleia Municipal” em exercício.Tenho dito que a política é uma arte nobre.Como tal, há que respeitar regras mínimas. A democracia tem mecanismos para exigir ser respeitada. Depois de vários meses, pacientemente à espera decidi, a contragosto, utilizar esses meios denunciando os comportamentos às entidades competentes. Confesso que gosto mais da via política.Só que se as regras não são limpas, “com jogo viciado” é difícil. Depois, o CBS tem regras. Contudo,não está posto de parte, tal como anunciei a quem de direito, sempre que fizer um requerimento, serem os munícipes os primeiros a saber, colocando-os nos comentários. Vamos ver se não é necessário chegar a tanto.