“Com amigos políticos destes não é preciso ter inimigos”

…como o presidente da câmara que teve como principal oposição a CPC do seu próprio partido.

É isso que a CP concelhia pode escrever por baixo da moldura destinada ao retrato de Mário Alves ou, em alternativa, escrever «há sempre alguém que resiste, há sempre alguém que diz não»”.

A afirmação é de Carlos Teixeira da Rocha que, num artigo de opinião publicado ontem no jornal Folha do Centro (FC), defende ainda que “só quem teve a coragem de resistir e sobreviveu politicamente a toda esta infeliz oposição terá força para governar o concelho no próximo mandato”.

Naquele artigo de opinião – em que o histórico militante do PSD é convidado pelo FC a fazer um balanço do actual mandato do executivo camarário presidido por Mário Alves –, Rocha sustenta que o executivo chefiado por Mário Alves tem realizado “os investimentos que a maioria dos oliveirenses deseja”.

Numa altura em que a decisão de o partido recandidatar Mário Alves está cada vez mais iminente, o número dois do PSD na assembleia municipal (AM) lança duras críticas à comissão política presidida por José Carlos Mendes, e acusa-a de ter abandonado os membros da AM “à sua sorte” e de se ter esquecido de “acompanhar a grande maioria das juntas eleitas pelo PSD”.

Na óptica de Rocha, a concelhia social-democrata “ocupou o lugar da oposição teórica e contestatária” e – conforme o próprio afirma – “com amigos políticos destes não é preciso ter inimigos”.

LEIA TAMBÉM

CNE dá provimento a denúncias do PSD e pede explicações a José Carlos Alexandrino sob alegadas práticas que violam lei eleitoral

A Comissão Nacional de Eleições (CNE) deu provimento a uma queixa apresentada pela concelhia do …

João Paulo Albuquerque acusa PS por não concluir IC6, pelo menos, até 2030

João Paulo Albuquerque considera que o IC6 não é uma prioridade, mas sim uma necessidade …