Comandante dos Bombeiros quer ajuda da Câmara Municipal para atrair jovens voluntários

 

No dia em que assinalou o 88º aniversário, a Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Oliveira do Hospital (AHBVOH) revelou a sua preocupação em torno da conhecida crise de voluntariado.

“Tem-se constatado da parte dos mais jovens, dificuldades em aderirem a tão nobre causa”, afirmou o comandante da corporação, Emídio Camacho, apelando ao auxílio da Câmara Municipal para que se possam realizar actividades capazes de mobilizar os jovens e, sugerindo a possibilidade de a própria autarquia “conceder benefícios socais que incentivem a população à prática de voluntariado”, como “a isenção da taxa de aluguer do contador da água, do saneamento básico e do lixo”.

Em dia de festa, o comandante dos bombeiros da cidade destacou a entrada em funcionamento da Unidade Local de Formação que, hoje, foi inaugurada e que resulta de um protocolo com a Escola Nacional de Bombeiros, bem como o reforço do parque- auto com um veículo tanque de grande capacidade, um veículo ligeiro de combate a incêndios e uma ambulância de transporte de doentes, custeada na sua maioria pela Câmara Municipal de Oliveira do Hospital.

Quando já era esperada a atribuição do crachá de Ouro ao bombeiro Albertino Sousa Costa que integra o quadro de honra dos bombeiros desde 2002, a AHBVOH surpreendeu ao anunciar o enriquecimento da estrutura de comando dirigida por Emídio Camacho.

Trata-se da tomada de posse de Nuno Seixas Pereira e Paulo Rocha nos lugares de segundo comandante e adjunto de comando do corpo de bombeiros oliveirense, decorrente da reforma legislativa do Sistema de Protecção e Socorro.

Sem deixar de prestar homenagem à “menina Judite”, Emídio Camacho agradeceu o contributo de todos os beneméritos, empresas e instituições. Foi, contudo, para António Lopes que o comandante dirigiu palavras de “notável reconhecimento”.

“Esta associação glorifica o benemérito e bombeiro sem farda António Lopes que tem vindo a demonstrar entre nós atitudes imbuídas de um espírito de grande nobreza e humanismo”, referiu.

Apelando ao apoio da Câmara Municipal para o reforço da área da protecção civil, o comandante alertou ainda para a necessidade de aquisição de duas ambulâncias de socorro, que já mobilizou um programa de campanha de angariação de fundos.

As dificuldades sentidas pela corporação foram também vincadas pelo presidente da direcção da AHBVOH, que destacou a necessidade de apoio para a construção de um abrigo subterrâneo para viaturas e que vai ser objecto de uma candidatura ao QREN.

Arménio Tavares sublinhou ainda o esforço da corporação na instalação de uma plataforma elevatória e construção de uma rampa de acesso.

Alexandrino garantiu colaboração da Câmara Municipal

A participar pela primeira vez naquela cerimónia enquanto presidente da Câmara Municipal de Oliveira do Hospital, José Carlos Alexandrino deu como garantido o apoio da autarquia para com a AHBVOH, porque “o trabalho que faz em prol do concelho é excelente e salva vidas”.

Numa intervenção em que, por várias vezes, também evocou o nome da corporação de Lagares da Beira, o presidente da Câmara elogiou o “excelente trabalho” desenvolvido pelo comandante Emídio Camacho.

“Uma instituição para funcionar precisa de uma liderança de motivação para a causa pública e para a causa de servir”, afirmou Alexandrino, manifestando “confiança” no trabalho de Camacho.

Tomando por base o temporal que no dia 27 de Fevereiro assolou o concelho, o presidente do município destacou a “boa articulação” que existiu entre os serviços da câmara e as corporações de bombeiros. “Foi o nosso primeiro teste, mas não queremos testes como o da Madeira”, frisou, assegurando que a o município está “preparado para estes desafios”.

Armando Viseu recebeu prémio Manuel Gouveia Serra

Eleito entre o corpo de bombeiros como o bombeiro do ano 2009, Armando Viseu foi hoje distinguido com o prémio Manuel Gouveia Serra, instituído pela Câmara Municipal de Oliveira do Hospital.

A atribuição do prémio no valor de 750 Euros foi justificada pelo comandante Emídio Camacho, com o facto de aquele sub-chefe da corporação revelar “uma atitude de dedicação notável”.

A eleição de Armando Viseu teve por base critérios como a pontualidade e assiduidade, capacidade em estabelecer relações inter-pessoais, responsabilidade e empenhamento.

Foi, contudo, sobre o nome que serve de título ao prémio, que recaíram palavras de reconhecimento. “É bonito reconhecer o bombeiro que tanto se destacou ao serviço da corporação”, referiu o representante da Liga de Bombeiros Portugueses, Gomes da Costa, elogiando o município por ter criado o prémio Manuel Gouveia Serra que é “um exemplo a seguir”.

Referenciado pelo representante do Governo Civil como um “ícone dos bombeiros de Portugal”, Manuel Gouveia Serra foi ainda evocado pelo presidente da Câmara Municipal, considerando que “em qualquer instituição, percebe-se nitidamente que há pessoas do passado que traçam o presente e o futuro destes homens e mulheres”.

LEIA TAMBÉM

Coligação liderada pelo CDS preocupada com empreitada da retirada do amianto das escolas de Oliveira do Hospital

A Coligação Construir o Futuro (CDS-PP / MPT / PPM) está “preocupada e apreensiva” com …

EM OLIVEIRA DO HOSPITAL APROVEITAMENTOS ELEITORALISTAS DO PS E SEUS PRINCIPAIS AUTARCAS-CANDIDATOS MANCHAM JÁ A DEMOCRATICIDADE DO PRÓXIMO ACTO ELEITORAL A 1 DE OUTUBRO ! Autor: João Dinis, Jano

Estamos a assistir a um frenesim eleitoralista por parte de “facção” do PS local envolvida …