Comentários aos resultados eleitorais em Oliveira do Hospital. Autor: João Dinis, Jano

Grande vitória da CDU na Freguesia de Meruge! 

A nível municipal, porém, sai muito ferida a democraticidade destas Eleições Autárquicas e destes resultados, devido à acção eleiçoeira      e antidemocrática praticada pelo PS e seus principais candidatos.

Da parte da CDU, todo o destaque vai para a nova vitória dos candidatos e do projecto CDU em Meruge, e também em Nogueirinha, com as novas maiorias absolutas na Assembleia de Freguesia e, por consequência, na Junta de Freguesia de Meruge.

Uma vitória tanto mais notável na Freguesia de Meruge porque principalmente por parte do PS e dos seus principais candidatos à Câmara Municipal tudo eles intentaram fazer – antidemocraticamente, sem qualquer respeito pela ética política e pelos adversários – para afastar uma gestão e um projecto da CDU que em Meruge e Nogueirinha são já uma gestão e um projecto históricos e muito, muito benéficos para a População de ambas estas Povoações.

Assim, a freguesia de Meruge vai continuar a ser um exemplo “exemplar” de dedicação e experiência que, no caso da gestão CDU e dos seus autarcas, até casam muito bem com a capacidade de visão e de inovação viradas para o futuro.

Porém, no município de Oliveira do Hospital, e para além dos resultados nas outras quatro Freguesias em que concorreu, são insatisfatórias as votações da CDU para a Câmara Municipal e para a Assembleia Municipal, Órgãos Autárquicos onde a voz, a acção e as propostas da CDU muita falta fazem à População do nosso Concelho.

Entretanto, a CDU reafirma aquilo para que já antes tinha alertado perante o frenesim eleiçoeiro, esbanjador de recursos e antidemocrático a que se vinha assistindo no município de Oliveira do Hospital.

Sim, este processo eleitoral, a nível municipal, fica manchado por demasiadas “nódoas negras” provocadas pela acção do PS e dos seus principais candidatos os quais, ao longo dos últimos tempos e por assim dizer, fizeram uma meia dúzia de campanhas eleiçoeiras desde muito antes da campanha eleitoral oficial. Também aí, “valeu de quase tudo”, com o PS e seus principais candidatos a usarem e a abusarem das suas prerrogativas enquanto autarcas em exercício para manipularem as Autarquias e os recursos institucionais da Câmara e de várias Juntas de Freguesia a pontos de não se saber, por exemplo, onde acabava a Câmara Municipal e começava o PS eleiçoeiro e oportunista e vice-versa…

Fica assim (muito) ferida a democraticidade do processo eleitoral destas Autárquicas e nada de bom há a esperar das maiorias “demasiado” absolutas do PS que, está visto, tendem para exacerbar, ainda mais, o “eu, eu, eu quero posso e mando” praticado pelos seus principais candidatos agora re-eleitos.

E tantos e tão graves foram os atropelos à transparência, à ética política e à Democracia que é mesmo de recear ser esse o contexto mais preocupante em que vai decorrer o mandato que se avizinha.

Sim, é legítimo e oportuno dizermos, aqui e agora, que já estamos a viver tempos em que a luta pela Democracia, pelo respeito pelas minorias, pelas Pessoas e pela transparência do exercício autárquico, essa luta quotidiana já é e vai continuar a ser uma das maiores e mais candentes tarefas que os verdadeiros Democratas terão pela frente no concelho de Oliveira do Hospital.

Aqui ficou provado que, produto de várias e escusas manigâncias, houve candidatos e partidos que tiveram muito mais votos do que aqueles que mereciam e outros candidatos e outras forças e partidos também houve – como a CDU e o PCP – que tiveram muito menos votos do que os que mereciam tendo neste caso em conta a luta perseverante que também aqui travam para que vivamos melhor no nosso Município, nas nossas Freguesias e nas nossas Povoações!

Ainda de nossa parte, reafirma-se o compromisso em que cada voto na CDU não sairá defraudado. Aliás, naquilo que à CDU diga respeito, não sairá defraudada a População do nosso Concelho que a CDU não age “só” a pretexto dos votos mas também – e sobretudo – age em função daquilo que, a cada momento, a CDU e o PCP considerem mais justo e mais necessário para a defesa dos direitos e interesses da População e do nosso Povo também no município de Oliveira do Hospital.

A luta continua !

Autor: João Dinis, Jano

LEIA TAMBÉM

Marcelo Rebelo de Sousa visita Zona Industrial de Oliveira do Hospital devastada pelos incêndios

O Presidente da República já está em Oliveira do Hospital e visitou a zona industrial que …

Presidente da República a caminho de Oliveira do Hospital e António Costa reunido com presidentes de Câmara naquela cidade

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, está a caminho de Oliveira do Hospital …

  • joão Dinis, Jano

    João Dinis, Jano

    Já agora avanço eu de novo…

    Quanto ao PSD, este manteve-se em muito visível “apagão” de rua até ao início da última semana da campanha eleitoral. O seu cabeça-de-lista à Câmara Municipal até que “fez peito” mas encontrou-se quase sozinho em campanha. A intervenção permanente e demasiado visível de um ex-líder local do PSD, também não trouxe votos aos agora candidatos desse partido. Portanto, o PS – com todo o espalhafato que meteu em campanha antes e durante o período oficial – o PS nem sequer precisava de tanta “ajuda” vinda de dentro do seu principal partido opositor em termos eleitorais mas teve-a… Agora, que “alguém” faça a análise de toda a situação interna do PSD e que tente unir os cacos também em Oliveira do Hospital que essa não é tarefa minha e ainda menos é minha intenção fazê-lo.

    Quanto ao CDS/PP e ao seu líder distrital, aumentaram os seus pesos específicos com subidas eleitorais. Pela parte que lhe diz mais respeito enquanto líder do CDS/PP, e seu cabeça-de-lista à Assembleia Municipal – aliás, “fugiu” a ser cabeça-de-lista à Câmara e percebe-se porquê – este é um “artista” treinado para o ser, ele tem jeito para a “coisa” e trabalha para o ter. Sai reforçado para ter uma boa posição na “poule-position” do seu partido em próximos eventos eleitorais…e será isso que mais lhe interessa em termos políticos.
    Vejamos entretanto a sua mais importante frase proferida em todo este tempo, e citamos:-“o CDS/PP é a alternativa ao PS em Oliveira do Hospital”. Pois para que isso possa ser realmente verdade, é primeiro preciso que o CDS/PP “sugue” o PSD quase por completo. Ora, para o conseguir, e para isso já vai abrindo caminho desde há muito, ele vai agora tentar aproveitar ao máximo – e com a maior das “gentilezas” – este momento de grande fragilidade eleitoral e orgânica do PSD em Oliveira do Hospital para já não falar no âmbito nacional. Perante o “jogo”, que o PSD se ponha “a pau” que tem ali de frente quem saiba muito bem o que quer e por onde ir.

    Porém, a verdade “táctica” mais evidente até agora é que o CDS/PP e o seu líder têm dançado um “tango” todos enroladinhos ao PS e ao presidente da Câmara agora re-eleito… E se o PS escolhe o ritmo e o passo do “tango”, podem crer que quem escolhe a música é mesmo o CDS/PP e este seu líder distrital e local… Ele é de outro “campeonato”…

    Quanto à CDU, esta vai continuar a fazer falta na Assembleia Municipal para já não falar na Câmara. Ter aí eleitos ou não ter, não é a mesma coisa. Mas quem não tem cão caça com gato… Nenhum voto marcado na CDU vai sair defraudado assim como não vão sair defraudadas as Populações ainda que não vejam a CDU…ainda que não vejam na CDU uma alternativa Eleitoral ao PS…ao PSD…e até ao CDS… Mas a luta continua que nem só de votos ela vive e vinga !!

    João Dinis, Jano