Comerciantes e autarquia atingem consenso na requalificação da Praceta

Depois de um arranque de obras marcado pela contestação de lojistas e moradores, a requalificação da Praceta Manuel Cid Teles decore agora sem sobressaltos.

Tal resulta da abertura manifestada pela Câmara Municipal de Oliveira do Hospital e Junta de Freguesia perante o descontentamento manifestado, em especial pelos lojistas daquele espaço da cidade, em face de um projeto que previa o estreitamento das vias e dificultava o acesso da clientela que, por vezes ali acorre efetuando uma paragem rápida, em segunda fila, como forma de contornar as dificuldades de estacionamento, que são visíveis um pouco por toda a cidade.

“O presidente da Câmara assegurou que não vai haver estreitamento das vias”, revelou satisfeita a proprietária da loja de produtos agrícolas e rações localizada na Praceta, apreciando a postura tida quer pelo presidente da Câmara Municipal, quer pelo presidente da Junta de Freguesia que “tiveram o cuidado de ouvir as nossas preocupações”.

De acordo com Ana Marques, da reunião realizada ao final da tarde da passada terça-feira resultou “um conjunto de boas intenções” que espera venham a ser concretizadas, a bem de todos os lojistas e dos seus negócios.

Segundo contou, da parte da Câmara Municipal e Junta de Freguesia resultou o compromisso de não estreitar as vias da praceta. Para o efeito, vai ser executado um projeto de requalificação que prevê a colocação de um memorial ao poeta falecido na zona de entrada da praceta. Um espaço que vai contar com poemas do autor devidamente iluminados e que vai permitir a aproximação de visitantes. As duas vias serão separadas por um muro de reduzida dimensão possibilitando a permanência dos lugares de estacionamento e a atual dimensão das vias.

Uma sugestão que, segundo Ana Marques, agradou o conjunto de comerciantes da Praceta que vê com bons olhos a requalificação do espaço. “Isto estava feio, mas também não nos podem estragar o negócio”, comentou.

A colocação de parquímetros como forma de regular o estacionamento naquela zona da cidade – os comerciantes queixam-se de desrespeito pelos lugares de cargas e descargas e de algumas viaturas ocuparem o mesmo lugar de estacionamento durante meses – foi outra das sugestões apresentada ao presidente da Câmara Municipal.

Uma medida que vai ao encontro das pretensões de José Carlos Alexandrino, mas que só terá aplicação prática quando na cidade existirem outras alternativas de estacionamento.

A requalificação da praceta Manuel Cid Teles está integrada nas comemorações do centenário do autor que dá nome àquele espaço da cidade. A previsão para a conclusão dos trabalhos é de dois meses.

LEIA TAMBÉM

Caça praticamente proibida no concelho de Oliveira do Hospital até Maio de 2018

A caça está proibida até 31 de Maio de 2018 nas zonas consumidas pelos fogos, …

Capoula Santos apresentou em Oliveira do Hospital novas medidas de apoio aos agricultores afectados pelos fogos

O Ministro da Agricultura apresentou, ontem, em Oliveira do Hospital, as novas medidas de apoio …