Nuno Rafel Dias Juventude Popular

Como está, afinal, a economia oliveirense? Autor: Rafael Dias.

Passada uma semana ,digo-o e creio sem qualquer pudor político, qualquer oliveirense tem o direito de se sentir enlevado, de se sentir exaltado, a verdade é que Oliveira do Hospital, cidade do interior, distrito de Coimbra, nunca em quase 22 anos como cidade se exaltou a tão elevado nível, nunca em 22 anos houve tal promoção do que por esta pacata cidade através dos seus cidadãos, munidos dos seus costumes beirões e do esforçado labor, se faz.

Todavia, e como disse, já se passou de facto uma semana e desta transcendente feira, ficam os mesmos empreendedores ,empresários e produtores locais de sempre e aquelas inevitáveis questões que por uns dias padeceram de ser esquecidas, lembram agora aos jovens e cidadãos oliveirenses mais atentos. Como está, afinal, a economia oliveirense? Até que ponto e como a CMOH a apoia?

Segundo constam os factos que mais recentemente nos chegaram por fonte oficial, estes, dizem-nos que Oliveira do Hospital tem o emprego em regressão, precisamente a tendência contrária ao panorama nacional, o panorama local a nível económico tem sido de facto ostracizado de quaisquer discussão política estruturada, sem pudores percebemos a índole de tal «esquecimento», Oliveira do Hospital tem comparativamente a concelhos vizinho dos maiores números de desempregados concelhios, em suma , o município oliveirense tem mais 321 desempregados desde que a edilidade socialista tomou posse , sendo que os 1045 desempregados contam com pelo menos 133 jovens, estes em busca do primeiro emprego.

Pávido e com tristeza pela irrisão a que estes jovens são expostos quando comparados a jovens munícipes de outros concelhos que apoiam jovens empreendedores, ora na montagem das suas PME’s e ideias ora na facultação de um terreno para um jovem agricultor, resta-me no mínimo como jovem oliveirense afecto às nossas gentes, afecto à nossa identidade demonstrar desagrado por um concelho rural ,como o oliveirense, não aderir ao projecto criado pelo ministério da agricultura, denominado de «Bolsa de Terras» que consiste em facultar ao jovem agricultor terreno agrícola para o desenvolvimento da sua actividade e apoio no início do projecto a nível técnico.

Com esforço, tento olhar a outros sectores, todavia nada mais vejo que um punhado de  empresários como aqueles que foram premiados também há uma semana, coincidência também estes sem qualquer incentivo local, alguns mesmo vendo-se obrigados a expandir os seus estóicos negócios concelho fora, e tudo isto imagine-se , não obstante ao chumbo de uma proposta, esta sim, que buscava mais pelas pessoas, propondo a descida do IMI para famílias com filhos, infelizmente para os oliveirenses muitos daqueles que a votaram não conseguiram ver a índole social e económica da proposta, esta sim, um primeiro aceno à fixação de casais jovens e empreendedores no concelho, enfim amigos, há PS a mais e ideias a menos, bem hajam.

foto_0624-540x330Autor: Rafael Dias, presidente da Juventude Popular de Oliveira do Hospital

LEIA TAMBÉM

Tomada de posse dos órgãos autárquicos marcada pela tragédia dos incêndios e presidente reeleito aposta em “fazer renascer Oliveira do Hospital”

Não foi uma tomada de posse normal dos novos responsáveis pelo munícipio. Os discursos inflamados …

Luís Lagos abandonou liderança distrital do CDS/PP e só aceita cargo de eleito na AM de Oliveira do Hospital “com total liberdade partidária”

O Presidente da Distrital do CDS/PP de Coimbra, Luís Lagos, abandonou ontem a liderança daquele …

  • Cardador

    A CMOH vai apostar fortemente na cultura do “Cardo”. Parece que há falta de cardo, e com a festa do queijo a crescer tanto, corre-se o risco de para o ano não se conseguir coalhar leite suficiente para fazer o maior requeijão de 2016.
    Cardo. A aposta do futuro.

  • FRS

    Bem frisado, jovem oliveirense! O socialismo não consegue prosseguir os interesses do código genético desta terra. Nem as benesses concedidas pelos programas do governos sabem capitalizar, em especial, num concelho onde as Famílias se dedicam tendencialmente ao sector primário. Haja quem veja isso, Rafa! Mais CDS para OH é o que eu desejo. Contigo, estão no bom caminho.

  • Popular Partido

    O responsável no concelho pela Bolsa de Terras foi candidato do CDS nas últimas autárquicas, pergunte-lhe ora essa…Agora a Câmara também dá pra tudo não?