Novo Mapa judiciário entra em vigor segunda-feira, Tribunal de Oliveira do Hospital reduzido Secção de competência genérica e Câmara só discutiu assunto a 24 de Julho

Condutor acusado de homicídio por negligência no acidente que matou peregrinos de Mortágua

O Ministério Público (MP) acusou o condutor envolvido no acidente que matou cinco peregrinos de Mortágua, em Coimbra, em 2015, de cinco crimes de homicídio por negligência e quatro crimes de ofensa à integridade física por negligência. O jovem tem 26 anos e despistou-se à saída de uma curva, na localidade de Cernache, em Coimbra, invadindo a faixa onde seguiam a pé cerca de 80 pessoas, em direcção a Fátima, deixando cinco mortos e quatro feridos.

O acidente ocorreu por volta das 03h45, a 2 de maio de 2015, um sábado, provocando cinco vítimas mortais, com idades entre os 17 e os 69 anos, que eram provenientes de Mortágua, distrito de Viseu. O jovem condutor natural da Geórgia e residente em Penela, também no distrito de Coimbra, atuou, segundo o MP “de forma leviana, imprudente e desatenta”.

O MP sublinha que a recolha da amostra de sangue feita ao condutor duas horas depois do acidente revelou uma taxa de alcoolemia de 0,9 g/L e a presença de substâncias psicotrópicas (droga), recordando que em 2013 o jovem já tinha sido interveniente num acidente onde conduzia com uma taxa de alcoolemia de 1,14 g/L. O jovem conduzia ainda acima do máximo permitido (70 quilómetros por hora), num piso onde tinha chovido “recentemente”.

LEIA TAMBÉM

José Carlos Alexandrino garante que existem três médicos dispostos a vir trabalhar para Oliveira do Hospital desde que sejam contratados pela tutela

Deputado do PS Santinho Pacheco defende encaminhamento de doentes renais de Seia e Gouveia para Viseu

O deputado socialista Santinho Pacheco, eleito pelo circulo eleitoral da Guarda, anunciou hoje que questionou …

A partir de hoje a origem do leite é obrigatória nos rótulos

A origem do leite, queijo, requeijão, iogurte, manteiga ou nata vai ser obrigatória nos rótulos …