Condutores apanhados ao telemóvel enquanto conduzem aumentou assustadoramente

A GNR registou, em 2015, quase 29 mil infracções cometidas por pessoas que conduziam enquanto falavam ao telemóvel. Estes números traduzem-se num aumento de quase 30 por cento relativamente ao ano anterior. Os números são assustadores. “As pessoas não têm a real percepção da gravidade de usar o telemóvel enquanto conduzem”, disse ao jornal I, o major Marco Cruz.

“Os factores de risco estão identificados”, sublinhou a mesma fonte, garantindo que ainda assim “a fiscalização mais direccionada e mais assertiva que a GNR tem desenvolvido tem contribuído para a redução do número de vítimas”.

O jornal I explica que 31 por cento dos condutores escrevem SMS enquanto conduzem, uma prática que prejudica a atenção e os reflexos dos condutores, transformando os mais jovens em idosos de 70 anos. Só o facto de falar ao telemóvel enquanto se está ao volante aumenta 23 vezes a probabilidade de acidente.

LEIA TAMBÉM

PSD e CDS/PP de Oliveira do Hospital solidários com vítimas da tragédia de Pedrogão Grande

O Partido Social Democrata de Oliveira do Hospital e o CDS/PP manifestaram–se ontem solidários com …

Fogo activo com “muita intensidade” em Góis

O incêndio que deflagrou no sábado, no concelho de Góis, distrito de Coimbra, “permanece activo” …