Confraria realizou novo capítulo em defesa do medronho

 

… do medronho e medronheiros.

Predominante na floresta da Beira Serra, o medronheiro e o seu fruto, o medronho, estiveram no passado sábado no centro de todas as atenções.

Tal aconteceu no decorrer do 5º Capítulo da Confraria do Medronho, que teve lugar na freguesia de Avô e onde foram entronizados três novos confrades na estrutura que foi criada para defender o medronho no país e estrangeiro.

“O medronheiro existiu sempre na nossa floresta”, lembrou José Vasco Campos, confrade mor da Confraria, reclamando para a Beira Serra a ancestralidade desta árvore e do seu fruto, que nos últimos tempos tem sido muito associado ao Algarve.

“Todos nós sabemos que sempre aqui houve aguardente de medronho e que o fruto é também usado para outros fins como geleia, licor e, mais recentemente, na confeitaria”, disse o rosto principal da Confraria.

O presidente da Câmara Municipal de Oliveira do Hospital considerou que é “fundamental” que se aposte na divulgação das “potencialidades concelhias”. “Podemos ter o melhor produto, mas se não for conhecido, não se vende”, verificou José Carlos Alexandrino, notando que a Câmara Municipal está atenta a essa necessidade, dinamizando para o efeito um conjunto de iniciativas destinadas a “mostrar o que o concelho tem de bom”.

“O município tem feito aquilo que é a sua obrigação ao divulgar e apoiando os produtores”, informou, destacando em particular eventos como a Feira do Queijo, Festa da Castanha, em Aldeia das Dez, e Feira do Porco e do Enchido, em Meruge.

Um trabalho que, segundo Alexandrino, não se fica pela divulgação, passando também pela plantação de medronheiros na floresta do concelho. Segundo contou, só este ano já foram plantados mais de 1700 medronheiros no âmbito de ações de reflorestação.

LEIA TAMBÉM

Incêndios causaram mais de 10 milhões de euros de prejuízos em Seia

Os prejuízos financeiros causados pelos incêndios dos dias 15, 16 e 17 de Outubro no …

idosos

Idoso desaparecido em Trancoso

Os Bombeiros e a GNR estão a procurar um homem de 90 anos que foi …