Conselho Geral Independente propõe queda da administração da RTP

O Conselho Geral Independente (CGI) “acaba de propor ao Estado, enquanto accionista da RTP, que, em Assembleia Geral convocada para o efeito, proceda à destituição do Conselho de Administração” da empresa, anunciou hoje o órgão supervisor.

O Governo já respondeu num comunicado da parte do gabinete do ministro-adjunto, Miguel Poiares Maduro. “Enquanto titular da posição accionista do Estado, actuará em conformidade com a proposta” do Conselho Geral Independente (CGI

Este anúncio da destituição é o culminar de um ‘braço-de-ferro’ entre o CGI e administração da RTP e acontece um dia depois da equipa liderada por Alberto da Ponte, O mandato da administração de Alberto da Ponte terminava em Setembro de 2015, ter afirmado que iria continuar a exercer o seu mandato na defesa exclusiva dos interesses da empresa e que pretendia “continuar a cooperar” com o órgão de supervisão.

Na segunda-feira, recorde-se, o CGI chumbou, pela segunda vez, do projecto estratégico apresentado pela administração, acusando-a ainda de ter violado o princípio da lealdade institucional e dever de colaboração com o órgão supervisor por não ter informado sobre os direitos da Liga dos Campeões de futebol, uma vez que considerava que o assunto também é de “natureza estratégica”.

LEIA TAMBÉM

Investigação da Universidade de Aveiro permite identificar emoções com um eletrocardiograma

Através de um simples eletrocardiograma (ECG) já é possível descobrir não só a quem pertence …

Acidente na auto-estrada A25, em Celorico da Beira, causou um morto e sete feridos

A auto-estrada A25 esteve encerrada num dos sentidos, depois de um acidente que ocorreu pelas …