Emagrecer ou Mudar de vida? Autor: Luís Marques

CONSIDERAÇÕES VERANIS: Autor Luís Marques

 

Caro leitor, fui de férias e venho muito pensativo.

Com percentagens de adesão cada vez maiores, o exercício físico tem vindo a demonstrar-se como o grande opositor à Obesidade, às doenças do foro Psicológico e potenciador de uma vida Social mais ativa. O ser ativo está cada vez mais na moda, mas é só no parecer, porque no ser eu questiono!!!!!

Homens cada mais preocupados com a imagem, estando esta associada a um corpo mais slim ou musculado, com barba, cabelo e cuidados diários que são notórios na sua generalidade. O homem pratica exercício físico, tanto em versão indoor como outdoor, mantendo-se a preferência de ser em grupo, caso contrário o momento “minis” caía por terra……..daí a barriguita!

As mulheres?……ai as mulheres!

As mulheres aderem ao exercício só pela questão Psicológica e Social, porque na Obesidade estão cada vez maiores. Modernas, altamente equipadas de mini aparelhos que potenciam a sua vida social, pintadas de todas as formas e feitios, algo que as torna vulgares e repetitivas, cada vez com menos roupa, mas?………….muito “gordas”, muito “comilonas” e provavelmente muito “doentes” num futuro próximo. É impressionante no que a mulher moderna se tornou, atenção porque falo de uma percentagem, não da generalidade.

Nas minhas corridas matinais encontrei sempre mulheres sozinhas a correr ou andar, mulheres com o seu companheiro a andar, mulheres em grupo a andar. O que tinham estas mulheres em comum? Não tinham o denominador comum acima referido, de mulher moderna.

Claro está que a mulher que é ativa e tem a mesma preocupação com o seu corpo como tem o homem salta logo à vista, silhueta bonita, roupa perfeita (esta é outra façanha da mulher, acha que o que fica bem às outras fica bem nela), corpo tonificado (algo que a generalidade diz não querer mas gostava de ter) e muito descontraída socialmente (não adere aos berros para parecer, já o é). Esta mulher também é moderna, contudo o seu brilho na resulta do parecer, mas sim do ser. Conheço uma mulher fantástica, muto bonita, mãe de dois filhos, casada com um homem do e para o desporto, que conseguiu correr 3 meias maratonas sem grande preparação para tal, algo de grande valor social e de grande potenciador na categoria do parecer, mas não, diz ela que foi difícil e que gostou muito. Só!

Mas o mais engraçado e que gerou esta minha intervenção, foi a realização de uma “Neon night run” na localidade onde estive, atividade brutal do ponto de vista do “parecer”, ou seja, parecer ativa, parecer moderna, parecer gira, parecer louca, parecer fluorescente, parecer, só parecer! Os homens participaram mas foi para levar os filhos às cavalitas ou a empurrar o carrinho do bebé, e alguns andavam lá a correr que nem loucos numa atividade que não tinha objetivo físico senão andar num percurso fechado durante cerca de 2 horas a ouvir música, tirar fotos modo selfie, levar banhos de tinta, tirar milhões de fotos, berrar, tirar milhões de fotos com o selfiestick, e mais nada!!!!!!!! Mas havia muitas mulheres.

Sim, os homens estão mais ativos e cuidados na sua generalidade.

Sim, as mulheres estão mais gordas e modernas na sua generalidade.

A estas mulheres dirijo uma mensagem:

Ser moderna é ser ativa;

Ser elegante é ser ativa;

Ser saudável é ser ativa;

Ser ativa requer determinação, mas acreditem, dá muito prazer.

Sejam únicas.

NOTA: esta minha visão apenas e só se refere ao contexto vivido no meu período de férias e tem como objetivo alertar a população feminina dos riscos de saúde que correm optando por um comportamento social e menos consciente. Não tenho qualquer visão sexista.

Emagrecer ou Mudar de vida? Autor: Luís MarquesAutor Luís Marques

LEIA TAMBÉM

Comentários aos resultados eleitorais em Oliveira do Hospital. Autor: João Dinis, Jano

Grande vitória da CDU na Freguesia de Meruge!  A nível municipal, porém, sai muito ferida …

Pensar a República. Autor: Renato Nunes.

Não há pensamento sem tempo livre. Os feriados constituem, por isso, uma oportunidade privilegiada para …