Constituídos dois arguidos por homicídio por negligência e ofensas corporais nos incêndios de Pedrogão Grande

O Departamento de Investigação e Acção Penal constituiu como arguidos o comandante dos bombeiros de Pedrógão Grande, Augusto Arnaut, e o segundo comandante distrital de Leiria Mário Cerol. Os dois arguidos do inquérito sobre os incêndios de 17 de Junho em Pedrógão Grande estão indiciados por homicídio por negligência e ofensas corporais por negligência.

“Em causa estão factos susceptíveis de integrarem os crimes de homicídio por negligência e ofensas corporais por negligência”, refere o gabinete de imprensa da PGR .

Os incêndios de Pedrógão Grande deflagraram em 17 de Junho e provocaram a morte a 64 pessoas e mais de 200 feridos. Uma outra pessoa morreu atropelada quando fugia do fogo e, recentemente, uma mulher morreu no hospital, cinco meses depois de ter sido internada na sequência dos incêndios.

 

LEIA TAMBÉM

Subida de temperatura e risco elevado de incêndios no interior nos próximos dias

Onde de calor vai continuar, com as temperaturas a rondar os 30 graus

O calor vai continuar a fazer-se sentir no continente, com as temperaturas a rondar os …

Polícia Judiciária deteve mulher que tentava introduzir haxixe na prisão de Coimbra

PJ deteve quatro homens por presumível roubo, sequestro e assassinato em vários concelhos, incluindo Coimbra

A Polícia Judiciária deteve quatro homens, mediante Mandados de Detenção emitidos pelo DIAP de Leiria …