Continente Oliveira do Hospital

Continente abriu portas em Oliveira do Hospital e responsáveis dizem que “a partir de agora tudo será diferente na cidade”

Oliveira do Hospital conta a partir de hoje com um novo espaço comercial, junto ao Estádio Municipal: o Continente Bom Dia. A inauguração aconteceu às 8h30 na presença do CEO da Sonae MC, Luís Moutinho, do presidente da Câmara de Municipal de Oliveira do Hospital, José Carlos Alexandrino, e de várias dezenas de pessoas que fizeram questão de não perder o momento em que as portas do mais recente estabelecimento da SONAE se abriram pela primeira vez. Trata-se de uma superfície que, segundo um dos responsáveis do grupo da Maia, está dotada com as mais recentes tecnologias, representou um investimento de cerca de 5 milhões de euros e criou 70 pontos de trabalho, 67 dos quais ocupados por pessoas de Oliveira do Hospital. O novo espaço, considerado por José Carlos Alexandrino como uma nova centralidade da cidade, promete também contribuir para a “cidadania ambiental”, com equipamentos e incentivos à recolha, por exemplo, de óleos usados, baterias ou lâmpadas.

Continente Oliveira do HospitalO responsável da SONAE garantiu, de resto, que a partir de agora “tudo será diferente em Oliveira do Hospital” e assegurou que o espaço “vai adaptar-se às necessidades da comunidade”, ficando ao mesmo tempo atento aos produtores do concelho. “Já há fornecedores locais a abastecer o grupo, mas com esta loja existirá uma aproximação maior. Esta é uma parceria em que vamos ouvir as necessidades da comunidade local”, prometeu Luís Moutinho, garantindo que a abertura desta loja era uma ambição antiga. “Só se concretizou agora. Estamos aqui para criar valor, desde logo pelos postos de trabalho e pela melhoramento da zona envolvente”, sublinhou, adiantado que respeitam, mas não temem a concorrência. “Para fazer uma loja destas é preciso fazer muitas contas e estamos a cumprir tudo o que foi acordado com o município. Vamos procurar dar um contributo significativo para o desenvolvimento económico e social da zona de Oliveira do Hospital ”, notou.Continente Oliveira do Hospital

Com uma área total de venda de 1420 metros quadrados e 67 lugares de estacionamento cobertos, os responsáveis do grupo acreditam que este espaço vai conseguir convencer a comunidade oliveirense. Para dar a conhecer o novo local aos clientes, o Continente Bom Dia de Oliveira do Hospital promove nos primeiros quatro dias uma campanha em que oferece dez por cento de desconto em cartão em todas as compras. Hoje, pela manhã, cada cliente teve direito a uma flor.

Continente Oliveira do HospitalO presidente da Câmara Municipal de Oliveira do Hospital, que realizou uma visita guiada pelo novo espaço, conduzida por Luís Moutinho, não escondeu a sua satisfação, garantiu que tudo o que foi negociado entre as partes está a ser cumprido e que nasceu “uma nova centralidade para a região”. “Oliveira do Hospital é uma cidade com vida e que está na moda”, começou por referir José Carlos Alexandrino, prometendo desenvolver esforços para que firmas locais passem a fazer negócio com o departamento de distribuição da SONAE. “Temos um conjunto de empresas que já vendem para o Continente. O município está a fazer um trabalho de aproximação para que mais empresas e produtores possam realizar negócios com este grupo”, referiu o presidente da autarquia oliveirense, mostrando-se convencido que até o “comércio local vai beneficiar com esta superfície”. E não se esqueceu de fazer notar que muitos dos colaboradores recrutados para esta unidade são licenciados e que podem vir a fazer carreira dentro do grupo. Uma ideia também partilhada pelo CEO da Sonae MC.Continente Oliveira do Hospital

José Carlos Alexandrino fez ainda questão de lembrar o trabalho que ao longo dos anos foi desenvolvido nesta área pelos oliveirenses irmãos Gonçalves, detentores até ao momento de um dos maiores espaços de distribuição alimentar do concelho que irá passar para as mãos do Pingo Doce. “Criaram riqueza para a cidade. Mas a vida é assim e agora eles partem para outros tipos de negócios”, rematou.

LEIA TAMBÉM

Silêncio do Governo sobre IC6 no lançamento da requalificação do IP3 deixa José Carlos Alexandrino desagradado

O presidente da Câmara Municipal de Oliveira do hospital mostrou-se “bastante desagradado” com o Governo, …

CTT oferecem veículos a bombeiros de Oliveira do Hospital e de Castelo Branco

Os CTT – Correios de Portugal doaram dois veículos às corporações de bombeiros de Oliveira …

  • José Pereira

    Afinal a câmara negociou a vinda para cá do “Continente”! Os meus parabéns por matar o comércio local.

  • RUIDO NOTURNO

    “a “cidadania ambiental”, com equipamentos e incentivos à recolha, por exemplo, de óleos usados, baterias ou lâmpadas.” ESQUECEU DE REFERIR O RUIDO NOTURNO!

  • anedota

    Requalificação da zona envolvente. Deve ser anedota!!!!!!!

  • Ana

    Na minha opinião a decisão de trazer esta superfície para Oliveira revela uma tremenda má gestão por parte do Senhor Presidente . Onde é que colocaram os IG e a Cooperativa quando se encontravam em negociações ?
    Tudo bem que criam postos de trabalho, no entanto esquecem-se daqueles que mais tarde ou mais cedo se vêm obrigados a enfrentar a fila do desemprego, uma vez que o Pingo Doce não assegura todos os postos de trabalho dos Ig (que segundo consta, cerca de 70) .

    • Púdica

      Onde colocaram a
      Peixaria Melo, a Casa Cheia, a Mercearia do Sebastião, os Supermercados Beira
      Serra, o Monte Verde, quando os Irmãos Gonçalves compraram o Júlio dos Santos?

      Todos eles desapareceram, após a criação IG! É a lei da
      concorrência!

      Todas estas “Madames” incomodadíssimas, são aquelas que
      vemos nas grandes superfícies comerciais de Coimbra e Viseu carregadinhas de
      sacos da Zara, da Primark, C&A, etc..

      Também há lojas de roupa, de eletrodomésticos, de móveis, de
      materiais de construção, livrarias em Oliveira do Hospital.

      Quem faz compras apenas no comércio de Oliveira do Hospital
      que atire o “primeiro comentário”.

  • Ana

    Contudo achei bastante engraçado ver um cliente a comentar com uma funcionária dos Ig, que se encontrava a arrumar coisas do Pingo Doce , que o Continente era caríssimo, que tinha ido lá e não comprou nada por causa dos seus excessivos preços. Pois, as pessoas aos pontos vão-se apercebendo disso, pena não se lembrarem os responsáveis de tal decisão . Ajudar o concelho com a disputa de preços ? ridículo, os preços estão estipulados, não vão baixar de prepósito para nós o que noutros sítios rende .

  • Sérgio Correia

    Numa economia de mercado como a nossa, serão os consumidores finais a decidir o futuro destas estruturas comerciais. Mas deixo aqui um pérola do consumismo ou aquilo a que eu chamo o “chico-espertismo tuga” …no panfleto de abertura, a letras grandes “VENHA TOMAR UM CAFÉ CONNOSCO, É POR CONTA DA CASA” e logo a seguir com letras mais pequenas “na compra de um bolo na cafetaria, oferta de um café. Sintomático. Corram todos para lá antes que acabe tal benesse.

  • O PAVÃO PENIQUEIRO

    Antes o lema era ” CÁ COMPRA CÁ FICA ” agora o lema é ” CÁ COMPRA, LÁ VAI EMBORA ” Obrigado sr presidente.

  • Victor Preira

    Sei de fonte mais que segura, seguríssima, que brevemente vem para cá o Jumbo! Com uma área de 3 mil metros quadrados e que vai criar cerca de 150 novos postos de trabalho!
    Brevemente o grande presidente de todos nós irá anunciar esta grandiosa novidade.

    • Carlos Fernandes

      Eu ouvi dizer que era o Ikea, e que os 150 postos de trabalho era só para os arrumadores de carros, pois para o parque de estacionamento é que eram 3 mil metros quadrados.

      Estão a contar empregar mais de 2500 pessoas, de preferência licenciados, mas com ordenados baixos.

  • artediária

    Curioso , ou não
    Porque será que desde que apareceu uma certa noticia , o Alexandrino anda de unha e carne com o funcionário Francisco Rodrigues – Me explica

    • Artistas

      Deve ser por terem um gosto semelhante por gravatas…

  • Oliveisense

    Hoje senti tristeza como Oliveirense de ver o publicidade do Inter Marchê. Se o presidente
    não tivesse cá o Continente talvez os outros fossem vivendo, assim matou o comércio de Oliveira do hospital.Não se lembrou de ” tudo pelas pessoas” pelos velhinhos e pelas crianças.Já tem os filhos criados e com os tachinhos arranjados,não se lembra de mais nada,é sem dúvida uma pessoa insensível.

  • Marques

    Onde estiveram os fiscais de obras da câmara municipal???
    Agora andam a deitar a baixo o muro/vedação!
    Só anedotas.