Conversa e mais conversa mas… mas alunos e outros rapam frio nas principais escolas do concelho! Autor: João Dinis, Jano

De facto, o que mais tem aparecido de vez em quando é muita “conversa” por parte de vários dos responsáveis locais mas, entretanto, os Alunos (e outros) das principais Escolas do Concelho rapam frio e até chuva!

Sim, e até há sistemas de aquecimento instalados nessas Escolas mas funcionam mal…porque não aquecem o suficiente. E não aquecem o suficiente por desadequados às realidades a começar pelas disponibilidades orçamentais das Escolas. Sim, ao que se sabe, o orçamento escolar é curto e, em consequência, aperta-se nos gastos designadamente com os actuais sistemas (dispendiosos…) de aquecimento…

Ora isto não pode continuar assim!

Actualmente, há condições para, em primeiro lugar, substituir os sistemas de aquecimento instalados por outros menos dispendiosos e quiçá mais úteis à comunidade, por exemplo por sistemas de aquecimento a biomassa (peletes) como aliás até já fez, ao que parece com bons resultados e aqui bem perto, a Fundação Aurélio Amaro Diniz (que também detém o Hospital).

Depois, e quer a Direcção do Mega-Agrupamento de Escolas quer a Câmara e a Assembleia Municipal do Município de Oliveira do Hospital têm a estrita obrigação – obrigação – de pugnarem pela melhoria do(s) orçamento(s) destinado(s) às nossas Escolas ! Mas, para além dessa “conversa” avulsa que de vez em quando jorra, não se lhes conhecem posições “fortes” e mais sistemáticas nesse sentido, pelo menos vindas a público, e ainda menos há acções concertadas com a População com idêntico objectivo.  Na verdade, falta-lhes essa “visão” mais dinâmica, mais colectiva, dos processos e muita falta isso nos faz, a todos nós!

A chuva, apanham-na os Alunos ao atravessarem (pelo menos de manhã e ao fim do dia) os espaços descobertos entre os pontos, frente às Escolas, das paragens dos autocarros que os transportam e as salas de aulas ou de convívio… E até parece que os responsáveis não vêem isto…mas como eles não apanham essa chuva…

Posso até testemunhar a insólita “desculpa” que já ouvi da boca de autarcas locais (da Freguesia) e também de um dos principais responsáveis pelo Mega-Agrupamento de Escolas, a propósito da sugestão (feita e repetida em Assembleia de Freguesia local) para se cobrir esse espaço aberto à chuva que molha os Alunos da EBI da Cordinha, em Ervedal da Beira, quando eles saem ou entram dos e nos autocarros. Pois esses (ir)responsáveis tiveram a “lata” de perorar em torno da “tese” segundo a qual se mandassem instalar uma cobertura nesse  espaço, isso iria “estragar a estética do edifício” ?!…  Francamente !

MUITA “CONVERSA”…MAS MESMO MUITA “CONVERSA”…

… MAS AS  CHAPAS  DE  LUSALITE  COM  AMIANTO  LÁ  CONTINUAM  POR  RETIRAR          DOS  TELHADOS  DO   MEGA-AGRUPAMENTO !

Sim, quanta “conversa da treta”, por ainda não ter consequências práticas, já nós por cá ouvimos sobre este problema da retirada, melhor, da falta de retirada, das chapas em Lusalite – que contém o tal Amianto nocivo à saúde – chapas que fazem os telhados dos edifícios do Mega-Agrupamento em Oliveira do Hospital?! Aliás, o próprio Ministério da Educação já foi directamente questionado sobre este assunto e por mais do que uma vez…

E, entretanto, lá continuam, “altaneiras”, essas chapas em Lusalite, afinal outras tantas evidências da grande falta de eficiência por parte dos responsáveis pela situação!

HEGEMONIAS  NOCIVAS…

Sim, hoje, na Câmara Municipal, confundem-se a Direcção do Mega-Agrupamento e o Executivo da Câmara. Ou seja, também por aqui se prova ser muito inconveniente, para o correcto andamento “das coisas”, a hegemonia em que no Executivo da Câmara também está, como Vereador, o Presidente do Mega-Agrupamento de Escolas, e a hegemonização destas Instituições pelo mesmo partido político, o PS. Por assim dizer, fica tudo entre “compadres da política”…e problemas há que se arrastam como se vê…

Também por isso, os Alunos das principais Escolas do Município de Oliveira do Hospital rapam frio, apanham chuva e, às tantas, até inalam amianto…

E os anos vão passando e muitas e muitas Crianças e Jovens também guardam para o futuro a imagem sensorial de umas Escolas onde passaram frio e até apanharam chuva!  E, por isso, vão ter dificuldade em esquecer-se dos principais responsáveis locais que, entretanto, gostavam muito da “conversa da treta”…

Autor: João Dinis, Jano

LEIA TAMBÉM

Município de Oliveira do Hospital volta a ser distinguido como amigo das famílias

Oliveira do Hospital volta a estar entre os setenta municípios que foram distinguidos por adoptarem …

A recompensa. Autor: Renato Nunes.

Todos os domingos, depois da missa matinal, os garotos lá da aldeia juntavam-se no clube …

  • António Lopes

    Pois…mas em contrapartida, diz o Senhor Vereador do PSD, que andam a gastar muito, demasiado, em almoços.Nas festas, já se sabia..!

    • João Paulo Albuquerque

      Os gastos em refeições vão deixar de vir a reunião de câmara. Agora, para saber tenho que pedir aos serviços.
      Estou convencido, que com o tempo levo o executivo à razão, parece-me mais plausível do que levar o povo, esse, com festas, soupas e uns pratos de lentilhas, apanha a chuva, morre sem atendimento médico e ainda defende quem os usa.