Na Cooperativa Agro-Pecuária da Beira Central (CAPBC), fundada em 1964, decorreram na passada sexta-feira, dia 6, as eleições para a escolha dos órgãos sociais que vão gerir os destinos daquela prestigiada cooperativa no próximo triénio.

Cooperativa Agro-Pecuária da Beira Central com novos dirigentes

Imagem vazia padrãoCom um lista única – Luís Vaz Patto foi eleito na presidência da direcção e Adelino Pereira Nunes e Fernando Esculcas são, respectivamente, os nomes escolhidos para a assembleia-geral e conselho fiscal –, a CAPBC tem estado, desde Janeiro de 2008, a ser gerida por uma comissão administrativa, composta por Arménio Tavares, José Alves Serra e Tomás Pedro.

Com cerca de 4.500 associados, a CAPBC tem hoje a sua principal actividade assente nas áreas do sector alimentar e agrícola e, no ano de 1997, estendeu a sua actuação ao vizinho concelho de Arganil.

De acordo com o que referiu ao correiodabeiraserra.com uma fonte ligada à comissão administrativa, que sublinhou que “o sector agrícola “é responsável pela situação”, a CAPBC apresentou “resultados negativos de pouca monta nos últimos três anos” e “exige cuidados especiais” dos futuros gestores daquela entidade.

Na opinião da mesma fonte, nos próximos anos a CAPBC terá necessariamente que enveredar por uma política de “redução dos custos e aumento de receitas”.

LEIA TAMBÉM

Festival “Origens” de Travanca de Lagos agendado para o próximo fim-de-semana

Os Jovens da Liga de Travanca de Lagos apresentam, de sexta-feira a domingo, mais uma …

“O presidente diz que Oliveira está na moda. Adarnela só se for na moda da idade da pedra. Não tem água, nem saneamento”

Quem chega a Adarnela, no concelho de Oliveira do Hospital encontra uma localidade dividida entre …