Cordinha recolhe tampinhas para “dar a mão ao Gil”

… destinadas à aquisição de uma prótese (mão) para o Gil.

A comunidade educativa da Cordinha está apostada em melhorar a vida do pequeno Gil, um menino de dois anos que nasceu sem o antebraço esquerdo e necessita de uma prótese (mão) que vai facilitar o seu dia a dia.

Para o efeito, o agrupamento de escolas com sede em Ervedal da Beira decidiu realizar o dia “G”, na próxima sexta-feira, data em que também se assinala o Dia da Criança, e desenvolver uma atividade que envolve todos os alunos num jogo de orientação que consiste na recolha de tampas de plástico necessárias para a aquisição da prótese.

O Agrupamento de Escolas lembra que para ter acesso à desejada prótese, o menino Gil vai precisar de várias toneladas de plástico recicláveis, pelo que apela ao envolvimento de toda a comunidade, entre empresas e instituições na entrega das tampas plásticas, quer na sede do agrupamento, quer nas EB1 e jardim de infância que lhe estão afetos.

“Vamos dar a mão ao Gil”, é o lema da iniciativa, com a qual o agrupamento pretende sensibilizar e integrar o maior número de pessoas “numa causa solidária, de ajuda ao próximo, no sentido de valorizar a dimensão social que é e deverá continuar a ser uma das vertentes da escola atual”.

LEIA TAMBÉM

Jovens cientistas da EPTOLIVA de Tábua desenvolvem Compósito Antisséptico e conquistam segundo lugar na XI Mostra Nacional de Ciência

Jovens estudantes da Eptoliva, na Tábua, no distrito de Coimbra, desenvolveram uma solução desinfectante a …

A escola ou a escolinha (?). Autor: António Ferro.

Durante várias décadas, fui assistindo às mudanças (algumas drásticas e escusadas) no sistema de ensino …