Foto: portal do município de Oliveira do Hospital

Crianças do pré-escolar de Oliveira do Hospital recebem menção honrosa com projecto de educação ambiental

O projecto “Semear para Crescer”, promovido pelo Município de Oliveira do Hospital, recebeu uma menção honrosa no concurso “Boas Práticas Bandeira Azul 2016” da Associação Bandeira Azul da Europa (ABAE), juntamente com Gafanha da Nazaré. Nos três primeiros lugares, entre os 20 municípios participantes, ficaram, respectivamente, Torres Vedras, Marina de Tróia e Lagos, com as distinções a serem entregues durante o Greenfest, que teve lugar em Torres Vedras. O projecto foi lançado pela ABAE durante a época balnear de 2016 e visa premiar as melhores práticas ambientais desenvolvidas pelos municípios, concessionários ou outras entidades que estejam relacionadas com a gestão e manutenção de zonas balneares galardoadas com a Bandeira Azul em 2016.

Em Oliveira do Hospital, o projecto “Semear para Crescer” está a ser desenvolvido desde 2013 e pretende promover a educação ambiental e florestal junto dos alunos em idade pré-escolar. Nesse âmbito, anualmente, por ocasião da comemoração do Dia da Floresta Autóctone (23 de Novembro), a Câmara Municipal de Oliveira do Hospital, com a colaboração da Comissão Municipal de Defesa da Floresta Contra Incêndios, dinamiza uma actividade de sementeira de bolotas e castanhas que darão origem a novas árvores autóctones – carvalho, sobreiro e castanheiro, ficando os alunos de cada sala responsáveis por tratar das sementes e acompanhar o seu desenvolvimento até à germinação das novas árvores. Estas são, depois, mudadas para terreno definitivo durante as acções de reflorestação desenvolvidas no concelho, durante o mês de Março seguinte com o envolvimento dos alunos do 1.º ciclo. Esta actividade já permitiu reflorestar, segundo o município, 25 hectares de terreno.

Desde o seu lançamento, o projecto “Semear para Crescer” já mobilizou mais de 1050 crianças que frequentam o pré-escolar nos estabelecimentos de ensino da rede pública e privada. “Semearam perto de três mil bolotas, numa iniciativa que sensibiliza para a importância da preservação do ambiente e da floresta e demonstra que estas são também sementes para um futuro mais sustentável para todos nós, como refere o lema da acção: ‘Semeia uma bolota, faz nascer uma árvore’”, refere o município.

LEIA TAMBÉM

IP reforça meios de prevenção e limpeza de gelo e neve nas estradas da Serra da Estrela com novo Silo de Sal-gema na Guarda

A Infra-estruturas de Portugal (IP) instalou na Guarda, um novo silo de sal-gema com capacidade …

Incêndios causaram mais de 10 milhões de euros de prejuízos em Seia

Os prejuízos financeiros causados pelos incêndios dos dias 15, 16 e 17 de Outubro no …