Crianças e idosos da FAAD unidos em “Amigos sem idade”

Cerca de duas centenas de crianças e um grupo de 13 idosos são os protagonistas do novo projeto que a FAAD está a dinamizar, com o objetivo de promover o convívio intergeracional e uma maior abertura à comunidade.

idosos2“Amigos sem idade” é o nome do desafio que as valências de creche, jardim de infância e ATL da Fundação Aurélio Amaro Diniz (FAAD) se propuseram levar por diante numa articulação direta com os utentes da valência de lar de idosos daquela instituição e com a colaboração do estúdio de fotografia “Nando Duarte”

Miúdos e graúdos têm, por isso, estado envolvidos na recriação de vários ambientes – supermercado, jardim, cabeleireiro, cozinha, lavandaria, parque infantil, motos, esplanadas – que são registados em fotografia e que, entre 2 de maio e 1 de junho, vão dar corpo à exposição “Amigos sem idade”, que vai estar patente na Casa da Cultura César Oliveira, em Oliveira do Hospital.

Com este projeto “queremos mostrar às famílias e a toda a comunidade que crianças e idosos podem fazer muito em comum, uns pela sua ingenuidade e diversidade e, os outros pela sua experiência e sabedoria”, referiu Mara Oliveira, educadora na FAAD, explicando que a instituição oliveirense sempre primou pelo salutar convívio entre as crianças e os idosos. Exemplo disso é o facto de um ou mais idosos da valência do lar apadrinhar cada uma das salas do infantário da FAAD. É exatamente daqui que decorre o projeto “Amigos sem idade” e que visa retratar em fotografia o dia a dia da instituição, com uma certa dose de diversão.

Do conhecimento de grande parte da comunidade oliveirense, o projeto já é entendido como sendo um “verdadeiro sucesso”. “Está a superar em muito as nossas expectativas e para nós é muito gratificante”, afirmou Mara Oliveira ao correiodabeiraserra.com que apreciando a aceitação das famílias ao projeto e o bom envolvimento das crianças, regista sobretudo os “sorrisos e a alegria dos idosos” quando desafiados, por exemplo, a sentar-se numa moto, a mergulhar numa piscina de bolas ou a recriar muitos outros momentos. Mara Oliveira não tem dúvida de que experiências como esta dão anos de vida aos idosos.

idosos4Da FAAD parte assim o exemplo vivo de que o convívio entre crianças e idosos é saudável a ambos os grupos etários. Do mesmo modo, refere Mara Oliveira, “cai por terra o mito de que as crianças chateiam e de que os idosos não têm paciência para as crianças”. “Isso não é verdade”, regista a educadora.

Parceiro da FAAD na dinamização do projeto, Fernando Duarte revela-se satisfeito com a experiência. Já habituado às graças das crianças que tão bem conhece, o fotógrafo oliveirense confessa-se sobretudo impressionado com a participação dos idosos, que se desdobram em sorrisos quando desafiados a determinadas situações, em particular as que os fazem relembrar momentos antigos, como o de subir para uma moto.
A exposição “Amigos sem idade”, vai reunir um conjunto de 200 fotografias, esperando a FAAD e Fernando Duarte surpreender toda comunidade oliveirense.

 

LEIA TAMBÉM

Vítimas dos fogos podem pedir indemnizações até Janeiro de 2019

As vítimas dos incêndios de 2017 que não tenham sido já indemnizados podem requerer, até …

Incêndio

Autarquias sem prazo para se substituírem aos proprietários que não limpem os terrenos

O parlamento aprovou hoje na generalidade dois projectos de lei do PCP sobre faixas de …