Crianças oliveirenses da FAAD em competição no “Hino…” para promover o consumo de fruta e aconselhar os mais velhos

As crianças, entre os dois e os seis anos, do infantário da Fundação Aurélio Amaro Diniz (FAAD) de Oliveira do Hospital fazem parte do grupo de 52.832 alunos de 2.607 turmas, de 875 jardins-de-infância e escolas básicas do 1º ciclo de todos os distritos do país que estão a participar na quinta edição do projecto “Heróis da Fruta – Lanche Escolar Saudável”. A iniciativa é desenvolvida pela APCOI – Associação Portuguesa Contra a Obesidade Infantil – procura motivar as crianças e mobilizar os adultos para que assumam o compromisso da ingestão de fruta todos os dias, valorizando a sua importância na alimentação e na manutenção da saúde.

crianças FAADA FAAD está representada com um videoclip com o título “Todos os dias são ‘D’ fruta” http://correiodabeiraserra.com/criancas-da-faad-a-cantarem-o-hino-todos-os-dias-sao-d-fruta/) e os seus responsáveis esperam que o público adira e ajude a levar o esforço destas crianças até à fase final. “Esperamos por muitos votos nesta canção, assim como a partilha no facebook, já que serão finalistas os 60 mais votados e os 20 mais partilhados até 10 de Março. Esta iniciativa insere-se num conjunto de iniciativas que vêm sendo desenvolvidas com o envolvimento de diversas valências da FAAD orientadas na educação para a saúde”, explica a instituição oliveirense.

É que todas as turmas participantes no projecto realizaram videoclips musicais, designados “Hinos da Fruta”, que estarão a votação de hoje até ao próximo dia 10 de Março. Este ano, para apurar os 80 finalistas, para além dos votos solidários elegerem três finalistas por Distrito, como tem sido habitual nas edições passadas, o “Hino da Fruta” mais partilhado nas redes sociais através do site oficial do projecto (www.heroisdafruta.com) será também seleccionado, perfazendo um total de 80 “Hinos Finalistas” a nível nacional.

Um júri, composto por nomes de referência no panorama musical português, como João Gil, Ana Bacalhau dos Deolinda, Amor Electro, Henrique Feist, Maria João, Mário Laginha, Vanessa Silva, Rita Redshoes, OqueStrada, HMB, Frankie Chavez, Filipe Pinto e também o cantor infantil Avô Cantigas, vai eleger as três músicas mais criativas. Estes elementos escolherão ainda poder escolher directamente o 4º vencedor, entre todos os “hinos” que não chegarem a finalistas, com os resultados finais a serem revelados até às 23h59 do dia 8 de abril de 2016, através do site http://www.apcoi.pt/ e do site www.heroisdafruta.com.

“Esta é uma saudável e divertida competição nacional que utiliza a música para de as crianças partilharem o que aprenderam sobre a importância da alimentação e dos bons hábitos diários para a manutenção da saúde, convidando os adultos para ver, ouvir, partilhar e votar no “Hino da Fruta” da sua turma ou escola, sublinha a organização, sublinhando que desafio “Hino da Fruta”, está a ter um enorme impacto junto das crianças.

Como prova mostra os resultados preliminares de uma investigação apresentada pela APCOI no âmbito do Dia Mundial da Alimentação, e que contou com uma amostra de 18.374 crianças, de um total de 70.357 participantes da terceira edição do evento. O estudo revelou que 42,4 por cento das crianças que integraram o programa motivacional “Heróis da Fruta – Lanche Escolar Saudável” no ano lectivo 2013-2014 aumentaram o seu consumo diário de fruta, em apenas 12 semanas. Os investigadores concluíram ainda que 74,2 por cento das crianças não ingeriam a quantidade de fruta recomendada diariamente antes de participarem no projecto da APCOI. “O consumo diário de fruta é um dos componentes mais importantes de uma alimentação saudável. É, por isso, que a Organização Mundial de Saúde (OMS) recomenda que se ingiram pelo menos três porções de fruta por dia”, sublinha a organização do evento.

A dietista Rita Loureiro, uma das investigadoras da APCOI, sublinha que poucos estudos em Portugal têm uma amostra tão grande. “Isto permite-nos obter um maior conhecimento da realidade dos estilos de vida e da caracterização do estado nutricional das crianças portuguesas”, frisa.

A investigação analisou também o estado nutricional dos participantes e as conclusões indicam que 33,3 por cento das crianças entre os 2 e os 12 anos têm excesso de peso, das quais 16,8 por cento são obesas. A região que apresentou a maior percentagem de crianças obesas foi a Madeira (21,1 por cento). Já o Alentejo foi a região que revelou a menor taxa de obesidade infantil (14,6 por cento). Os Açores foi a zona que registou o maior índice de crianças na categoria de baixo peso (8,1 por cento).

LEIA TAMBÉM

Capoula Santos apresentou em Oliveira do Hospital novas medidas de apoio aos agricultores afectados pelos fogos

O Ministro da Agricultura apresentou, ontem, em Oliveira do Hospital, as novas medidas de apoio …

O “Ciclone de Fogo” varreu aquela noite que o foi de (quase) todos os medos… Autor: João Dinis, Jano

Naquela noite de (quase) todos os Fogos e de (quase) todos os medos, morreu Gente …