CTT de Oliveira do Hospital sensibilizou crianças para hábitos de poupança

 

… para assinalar o Dia Mundial da Poupança.

“Poupar é não desperdiçar dinheiro, não gastar à bruta e não comprar muitas coisas…” afirmaram, algumas das crianças que, esta manhã, participaram na ação comemorativa do Dia Mundial da Poupança realizada no posto de correios de Oliveira do Hospital. Uma iniciativa que partiu dos CTT e que visou incutir sobre os pequenos a importância de hábitos de poupança.

“Para poderem comprar bombons, cromos ou chocolates não podem gastar tudo o que têm no imediato”, explicou Luís Pais, Coordenador financeiro dos CTT na região Centro, explicando às crianças que “não se pode pegar em cinco Euros e gastar tudo de uma vez, porque depois deixamos de ter capacidade para comprar outras coisas”. Como tal, aconselhou a uma prática de poupança do dinheiro que as crianças habitualmente vão recebendo dos pais e outros familiares e, que nas épocas festivas – o Natal, por exemplo – tende a ser de valor mais elevado, para que possa ser usado mais tarde na compra de algo que seja realmente importante e necessário.

No fundo, explicou o especialista na área financeiro, “estamos a adiar uma compra”. “Poupamos para comprar algo que tenha realmente sentido”, continuou, explicando às crianças que os hábitos de poupança são cada vez mais necessários, tendo em conta o momento atual, em que as famílias sentem grande dificuldade em “amealhar” para o futuro. Uma situação que, referiu, se deve ao “consumo compulsivo” a que se assistiu nas últimas décadas, em que os hábitos de poupança foram completamente postos de lado.

De olhos postos nos mais novos, Luís Pais disse ser hora de “voltarmos aos hábitos dos nossos avós” que tinham “cultura de amealhar, não gastar e de poupar para coisas realmente importantes”. “Pode ser usada para uma doença ou num momento de aflição”, sensibilizou o profissional, incentivando as crianças a resistir à “tendência natural e tentação de gastar dinheiro”.

“Tudo se faz com poupança”, continuou, aludindo para a importância dos mealheiros e em particular dos produtos bancários e dos próprios CTT vocacionados para o depósito de poupanças e vocacionados para gerar mais dinheiro, por via dos juros obtidos. “É um ganho que as pessoas têm por fazerem poupança”, explicou o responsável financeiro. Ao mesmo tempo que despertou para hábitos de poupança, Luís Pais chamou a atenção para o facto de estar nas mãos dos que agora são crianças preparar um futuro melhor.

“Têm que melhorar o que alguns adultos não fizeram bem”, desafiou, dando cumprimento a uma vertente social dos CTT no sentido de incutir “hábitos salutares” junto da população, em particular dos mais jovens.

LEIA TAMBÉM

Dominado fogo que hoje se reacendeu em Tábua

O incêndio florestal que deflagrou na terça-feira no concelho de Tábua, que esteve em fase …

Incêndios destruíram mais 500 hectares em Seia

Incêndio de Tábua reacendeu-se e mobiliza centenas de bombeiros

O incêndio que ontem deflagrou em Tábua, está novamente activo. O reacendimento aconteceu ao início da tarde …