Derrota permitida nos últimos segundos

Mais um jogo de teste entre os dois principais campeonatos em Portugal na modalidade de basquetebol, onde não têm sido poucas as surpresas com equipas da Proliga a levar de vencidas outras do campeonato da LPB.

O jogo iniciou-se a bom ritmo, com grande supremacia da equipa da casa que dominou este primeiro período na totalidade. A mostrar uma eficácia atacante extraordinária o Sampaense terminou os primeiros 10 minutos a vencer por 29-18.

Devido à muita humidade no interior do pavilhão, o piso tornou-se perigoso para a prática do desporto e por esse motivo a partida foi deslocada para o municipal de Oliveira do Hospital.

Após o período de adaptação ao novo recinto, a partida reatou a registar um desenquadrando mutuo com as tabelas. Durante uns minutos viu-se um basquetebol incaracterístico com ambas as equipas a falhar o obvio.

Quando se voltou à normalidade foram os beirões a revelar novamente maior acerto, conseguindo ir para intervalo a vencer por 44-28.

O terceiro período registou um número anormal de “turn-overs” por parte do Sampaense, motivo que levou os visitantes a recuperar no marcador e por demérito da equipa da casa o adversário ganhou motivação para os últimos 10 minutos de jogo. O terceiro período terminou com o resultado de 60-53.

O final do jogo foi muito emocionante com o Física a equilibrar o jogo e, de forma desnecessária, o Sampaense a ter de se esforçar por não perder vantagem. A partida chega aos segundos finais com os visitantes a fazer uma jogada decisiva onde tudo lhes correu da melhor forma. Um triplo no último segundo deu a derrota ao Sampaense que se viu incapaz de parar o lançamento decisivo e vitorioso para as cores de Torres Vedras.

Depois de ter estado 39 minutos e 58 segundos a vencer, o Sampaense perdeu o jogo por 73-74 e ofereceu a vitória ao Física pelos erros que cometeu nos dois últimos períodos de jogo.

O MVP da partida foi Kevin Jolley com 16 pontos e 13 ressaltos. Em igual destaque no Sampaense estiveram Kendell Craig com 24 pontos e Seco Camará com 11 pontos.

No Física evidenciaram-se Jeffrey Cadore com 22 pontos, Jason Davis com 16 pontos e Joseph Jr. com 12 pontos.

Por: PNV

LEIA TAMBÉM

Cristiano Letal Ronaldo

Joelhos na relva, punhos cerrados, sorriso rasgado, olhos fechados, cabeça bem erguida e o grito …

Trail Running Serra da Estrela

A maior aventura de Trail Running em Portugal está de regresso à Serra da Estrela com participantes de 16 países

Seia vai realizar de 9 a 11 de Junho, pelo quarto ano consecutivo a sétima …