Desemprego aumentou 11 por cento comparativamente ao período homólogo de 2009

Aproxima-se das oito centenas o desemprego no concelho de Oliveira do Hospital. Com um total de 794 pessoas inscritas no Instituto de Emprego e Formação Profissional, Oliveira do Hospital integra o grupo de municípios mais flagelado pelo encerramento de unidades industriais, e consequentemente pelo desemprego.

Atingindo, sobretudo, o sexo feminino (53 por cento), o problema afecta também e, de forma considerável o sexo masculino (47 por cento).

Para além de registar um aumento de dois por cento comparativamente ao último mês de Janeiro (779), os últimos dados disponibilizados pelo Instituto de Emprego e Formação Profissional permitem, também, verificar que comparativamente a Fevereiro de 2009 (709), se regista um aumento do desemprego na ordem dos 11 por cento.

Refira-se que no caso concreto de Oliveira do Hospital, os números do desemprego estão directamente ligados ao encerramento de várias unidades de confecções, que lançou centenas de trabalhadores para o desemprego.

A realidade dos números tende a ser bem mais dramática, se se tiver em conta que os mesmos não incluem o leque de desempregados que frequenta cursos de formação, promovidos pelo IEFP, bem como todos aqueles que apesar de beneficiarem do subsídio de desemprego se encontram com os contratos de trabalho suspensos.

LEIA TAMBÉM

AVMISP avisa, após reunião Marcelo Rebelo de Sousa, que falta de apoios pode levar empresas afectadas pelos incêndios a encerrar

A Associação das Vítimas do Maior Incêndio de Sempre em Portugal (AVMISP) lamentou hoje, na …

Ano de 2017 foi o melhor de sempre para o turismo no Centro de Portugal

O ano de 2017 foi o melhor de sempre para a atividade turística no Centro …