Desemprego regista nova descida em Oliveira do Hospital

Ainda que dramáticos, os números do desemprego dão sinais de algum abrandamento no concelho. Uma realidade conseguida muito por força da retoma do setor das confeções que, nos últimos meses, tem recrutado mão de obra feminina em Oliveira do Hospital.

Um novo fôlego que tem conseguido diminuir o desemprego entre as mulheres, que já são ultrapassadas pelos homens nas recentes estatísticas disponibilizadas pelo Instituto de Emprego e Formação Profissional.

No final de novembro, Oliveira do Hospital contribuía para os números do desemprego com 540 homens e 468 mulheres, num total de 1008 desempregados.

Daqueles, 64 por cento estão inscritos no centro de emprego há menos de um ano e 11 por cento procuram o primeiro posto de trabalho.

Números que refletem uma descida do desemprego em comparação com o anterior mês de outubro, data em que o concelho somava 1024 desempregados, dos quais 542 eram homens e 482 mulheres.

Uma redução que fica muito aquém do desejável. É que tomando como referência o mês homólogo de 2011 (870 desempregados), Oliveira do Hospital registava em novembro de 2012 um aumento de 14 por cento no número de oliveirenses à procura de emprego, com as mulheres a liderarem a lista de desempregados.

Ainda que beneficie da retoma económica de algumas empresas de confeções concelhias – tome-se o exemplo da Azuribérica que iniciou a laboração com 120 trabalhadores e conta atualmente com mais de 170 colaboradores ao seu serviço – a estatística relativa ao passado mês de novembro não inclui todos os desempregados a frequentar ações de formação, nem os trabalhadores que suspenderam contrato com a Prontofit, antiga Branaldo, em Lagares da Beira.

A contribuir para a descida dos números do desemprego está também o programa municipal Ativos Sociais que, no período de meio ano, já possibilitou a criação de mais de meia centena de postos de trabalho num parceria estabelecida entre o município, IPSS e Juntas de Freguesia.

LEIA TAMBÉM

Primeiro-ministro vê nas biorefinarias uma “oportunidade” para aproveitar a floresta e elogia trabalho desenvolvido na BLC3

O primeiro-ministro destacou ontem na inauguração do Campus de Tecnologia e Inovação BLC3, em Oliveira do …

António Costa remete construção do IC6 para “quando haja condições financeiras”

O primeiro-ministro não se compromete com uma data para a construção do IC6 entre Tábua …