Despiste causa um ferido grave em Oliveira do Hospital

 

O helicóptero do INEM deslocou-se, ao final da manhã de hoje, a Oliveira do Hospital para socorrer o ferido grave, resultante do despiste ocorrido junto à urbanização Vila Laura, em Oliveira do Hospital.

O indivíduo, que seguia no lugar do passageiro, teve que ser desencarcerado do interior do Mercedes de cor branca e, por suspeitas de Trauma Crânio Encefálico acabou por ser encaminhado para os Hospitais da Universidade de Coimbra.

Ao correiodabeiraserra.com, o comandante dos Bombeiros Voluntários da cidade, Emídio Camacho, referiu que a vítima, apesar de inconsciente, apresentou sempre sinais vitais normais. A condutora do veículo não teve qualquer ferimento.

O veículo seguia na direção da Catraia de S. Paio, mas devido ao despiste, acabou por embater no muro da vivenda que se encontra do lado descendente da estrada.

A humidade e a existência de gordura na via podem estar entre as causas do acidente. Emídio Camacho referiu contudo a este diário digital que, ontem, uma equipa de bombeiros, tinha estado naquele local a proceder à limpeza do piso por terem sido detetados vestígios de gordura.

O comandante dos bombeiros não deixa também de sublinhar a perigosidade do local onde ocorreu o acidente, por se tratar de uma curva sinuosa, antecedida por uma reta e que é propicia a maiores velocidades.

Na operação de socorro, a corporação de bombeiros de Oliveira do Hospital encaminhou para o local 10 elementos, apoiados por duas ambulâncias, um auto comando e uma viatura de desencarceramento. O trânsito esteve condicionado no sentido descendente da via, durante uma hora.

LEIA TAMBÉM

José Carlos Alexandrino acusa Governo de discriminação na ajuda pós-incêndios

O presidente da câmara de Oliveira do Hospital acusou o Governo de estar a discriminar …

Presidente da CM de Oliveira do Hospital indignado por FPF esquecer Coimbra e quer jogo de solidariedade da selecção naquela cidade

O presidente da Câmara de Oliveira do Hospital, José Carlos Alexandrino, criticou a Federação Portuguesa …