Desporto: Golo do médio do FCOH já entrou na história do futebol mundial

 

O jogo através do qual o Futebol Clube de Oliveira do Hospital (FCOH) se sagrou campeão distrital da Divisão de Honra da Associação de Futebol de Coimbra e, garantiu o regresso à terceira divisão nacional, voltou a dar que falar.

Em causa está o primeiro golo da partida, da autoria de Carlos Almeida e que entrou na baliza da equipa adversária, a Associação Atlética de Arganil, quando tinham passado apenas três segundos de jogo.

Na partida, que se realizou no dia 3 de abril, o FCOH ainda marcou mais duas vezes, com golos de Bruno Cardoso e Vavá.

A proeza que já corre o mundo através da internet é motivo de orgulho para o jogador que chega a admirar o golo que marcou. “Não é uma coisa fácil de fazer”, contou ao correiodabeiraserra.com, recordando que, já na altura em que integrou as camadas jovens do FCOH, marcou um golo semelhante.

Com 26 anos, o jogador estava, contudo, longe de imaginar que o seu golo ganhasse tal dimensão e que fosse já considerado como o segundo golo mais rápido do mundo.

Natural de Touriz, Carlos Almeida fez formação no FCOH, jogou no Touriz e na última época sagrou-se campeão distrital pela Associação Desportiva Nogueirense.

A integrar, pela primeira vez, a equipa sénior do FCOH, o médio repetiu o êxito alcançado no ano passado e começa a ganhar fama com o golo que marcou.

A visibilidade que o golo de Carlos Almeida está a conquistar, deixa satisfeito o técnico do FCOH que a este diário digital admitiu que se trata de “um golo muito bonito”.

Para Paulo Piedade “vale a pena ver e rever” porque “são lances como este que levam as pessoas ao futebol”.

Para além da proeza que aconteceu aos três segundos de jogo, Piedade destaca a importância que o golo teve na partida, pelo facto de ter contribuído para que o FCOH se sagrasse campeão distrital e regressasse à 3ª Divisão Nacional.

Veja o vídeo.

LEIA TAMBÉM

O Bava da Bola

Um tal Bava, Zeinal de primeiro nome, foi presidente executivo durante anos da PT. Em …

Aquela máquina…

Dois golos de Cristiano Ronaldo e um de André Silva asseguraram a vitória de Portugal …