Desporto: Nogueirense chega à 2ª divisão para “continuar a fazer história”

 

… chegou ao clube de Nogueira do Cravo e agora o Nogueirense é mais uma das equipas da 2ª Divisão Nacional.

Com oito novos reforços, o treinador que se propôs colocar o Nogueira na 2.ª Divisão em quatro anos e o fez em dois, pretende «dignificar o clube e Nogueira do Cravo» e afirma que o facto de a equipa ter ascendido «não muda nada». «Mantém-se a ambição e o desejo de continuar a fazer história no clube», garante Pedro Ilharco que parte para uma nova etapa do clube com a determinação de manter «um comportamento positivo».

O antigo treinador do União de Coimbra mostrou vontade de quebrar o estigma de que se «olha para os nomes das equipas, para o seu historial e classifica-se logo», e afirma que quer «alterar a classificação e a ideia» que têm do clube.

A equipa conta ainda com dezasseis jogadores continuam da época passada, o que é um «um sinal evidente de desenvolvimento no clube», comentou Pedro Ilharco, referindo que «é importante para nós ter essa experiência junto dos (jogadores mais) jovens», que vivem «apenas do futebol e se concentram apenas no futebol», criando uma «equipa equilibrada para ganhar».

Com uma reorganização da equipa sénior, o Nogueirense está «consciente do nível a que está proposto» e aproxima-se de novos patamares, com um grupo que mistura experiência e juventude e o lema de que «o treino, com competência, pode aproximar o valor das equipas», explicou Pedro Ilharco.

“Vamos fazer uma equipa para manter na 2ª divisão e o que vier a mais é muito bom”, referiu confiante o presidente da direção da ADN.

Sucessor de Pedro Marques na liderança da associação que tem levado longe o nome de Nogueira do Cravo, José Brito considera “excelente” o lugar já tingido pela equipa, notando que em apenas quatro anos, o nogueirense deixou o campeonato distrital para, por esta altura, se posicionar na 2ª divisão nacional de futebol. Um sucesso que José Brito atribui ao falecido dirigente que soube atrair as “pessoas certas” ao projeto, que o próprio teve oportunidade de estudar ao pormenor.

O Plantel:

Guarda-redes: Miguel Valença, Zé Miguel e Chico (ex-Mortágua).
Defesas:
Rui Daniel, Quim Teixeira, Alex Garcia, Marco, Luís Paiva, Diogo Ribeiro (ex-Sp. Pombral), Rodolfo (ex-Sertanense) e João Paulo (ex- Oliv. Frades).
Médios:
Diogo Melo, Carlo, João Pedro, Vasco (ex- Anadia), Hugo Amado, Luís Vouzela (ex-Ac. Viseu) e Edir.
Avançados:
Chano, Xano (ex-Penelense), Dani, Sérgio Grilo (ex-Pampilhosa) e Zé Francisco.

Renata Rodrigues

 


LEIA TAMBÉM

O Bava da Bola

Um tal Bava, Zeinal de primeiro nome, foi presidente executivo durante anos da PT. Em …

Aquela máquina…

Dois golos de Cristiano Ronaldo e um de André Silva asseguraram a vitória de Portugal …