Paulo Figueira afigura-se como novo presidente da direção do FCOH

 

A crise diretiva que, desde o final da temporada, tem assombrado o Futebol Clube de Oliveira do Hospital (FCOH) parece ter os dias contados.

Ontem, num encontro de sócios surgiu a luz ao fundo túnel, com a disponibilidade manifestada por Paulo Figueira, para encabeçar uma lista que venha a assumir os destinos do FCOH.

A informação foi adiantada ao correiodabeiraserra.com pelo próprio presidente da Mesa da Assembleia do FCOH que não escondeu a satisfação pelo facto de estar a ser constituída uma lista. “Vai haver direção”, garantiu Mário Brito a este diário digital, apontando o nome de Paulo Figueira como o futuro presidente do FCOH. “Vai ser apresentada uma lista no dia 21 de junho”, atestou.

Vice-presidente e responsável pelo departamento de futebol do FCOH na anterior direção, Paulo Figueiras é um rosto bem conhecido do FCOH, tendo também integrado anteriores equipas diretivas.

A Assembleia Geral agendada para 21 de junho é a terceira com cariz eleitoral, visto que em nenhuma das duas, anteriormente realizadas, surgiu qualquer lista candidata.

Tal facto chegou a colocar em causa a continuidade da secção de futebol do FCOH, cuja equipa senior se sagrou, este ano, campeã distrital e ascendeu à 3ª Divisão Nacional de Futebol.

Ainda que sem resolução definitiva, a crise diretiva que assolou sobre o FCOH resultou do anúncio da indisponibilidade manifestada pelo presidente da direção Rui Monteiro, para se recandidatar ao lugar que ocupou durante dois mandatos consecutivos.

O manifesto desinteresse por parte dos associados agravou a situação, já que até ao dia de ontem, não tinha aparecido qualquer intenção de constituição de uma lista, que assegurasse a continuidade do FCOH.

No encontro realizado, ontem, e ao qual ocorreram apenas 40 dos 100 sócios convidados, foi notório o interesse de um grupo de associados em manter vivo o FCOH.

LEIA TAMBÉM

O Bava da Bola

Um tal Bava, Zeinal de primeiro nome, foi presidente executivo durante anos da PT. Em …

Aquela máquina…

Dois golos de Cristiano Ronaldo e um de André Silva asseguraram a vitória de Portugal …