Desporto: Zé Pedro substitui Paulo Piedade no comando do FCOH

 

Paulo Piedade não compareceu à jornada 15 do Campeonato Nacional da 3ª Divisão, série C. O técnico que na época passada reconduziu a equipa ao campeonato nacional foi afastado do clube na passada 4ª feira pela direção do FCOH em face dos débeis resultados.

“O Paulo Piedade não foi feliz e faltou-lhe um pouco de sorte porque os jogos até corriam bem, mas não se conseguia chegar ao resultado pretendido”, adiantou Paulo Figueira ao correiodabeiraserra.com, sem deixar de notar os bons resultados que o técnico proporcionou ao clube na última época.

“Ele foi excelente, foi um campeão”, frisou o dirigente do FCOH que agora se depara com uma equipa que atravessa momentos de maior fragilidade.

Ao fim de 15 jogos, o FCOH ocupa o 9º lugar da tabela e a direção do clube começa a sentir dificuldades em cumprir o desígnio de assegurar a manutenção da equipa na 3ª divisão nacional. Este é, para Paulo Figueira, o momento de a equipa repensar a sua estratégia “porque ainda é possível ao FCOH ficar nos seis primeiros lugares”.

Em face da impossibilidade de “mandar 24 jogadores embora”, o dirigente lamenta que o treinador acabe por ser o elemento “mais frágil”.

Foi com os olhos postos no desígnio da manutenção que Figueira interrompeu na passada quarta-feira o comando de Paulo Piedade – “é um amigo que vou ter sempre”, garante – para colocar um treinador com “um palmarés invejável” à frente dos destinos do clube que, ontem, sob a orientação do adjunto Renato perdeu 2-0 frente ao Penalva do Castelo.

Zé Pedro (José Pedro Fernandes Mota) é o nome que se segue no comando da equipa e que já ontem assistiu à partida em Penalva do Castelo.

O primeiro treino com os jogadores de Oliveira do Hospital acontece já manhã, terça-feira, e vai servir de primeira preparação para a jornada 16 frente ao Oliveira de Frades.

Aos 44 anos, Zé Pedro, tem para trás um percurso de jogador com passagem pela 1ª Liga de futebol (Portimonense, Marítimo, Nacional e Lourosa).

Enquanto treinador já foi responsável por conduzir equipas como o Esmoriz, Fiães e Cesarense da 3ª divisão para 2ª divisão B. O técnico permitiu ainda a subida do Arouca da 2ª Divisão B à 2ª Liga de Futebol.

“Pensámos em muitos nomes, mas este enquadra-se mesmo no perfil que nós procurávamos”, referiu Paulo Figueira a este diário digital, considerando tratar-se de um “treinador com experiência e muitos resultados positivos”.

“O treinador é bom, espero é que ele seja feliz em Oliveira do Hospital”, refere convicto.

LEIA TAMBÉM

O Bava da Bola

Um tal Bava, Zeinal de primeiro nome, foi presidente executivo durante anos da PT. Em …

Aquela máquina…

Dois golos de Cristiano Ronaldo e um de André Silva asseguraram a vitória de Portugal …