Polícia Judiciária deteve mulher que tentava introduzir haxixe na prisão de Coimbra

Detido funcionário do centro de saúde de Seia que se terá apropriado indevidamente de mais de 12 mil euros

Um funcionário, de 39 anos, do centro de saúde de Seia foi detido pela Polícia Judiciária da Guarda devido à suspeita de durante, pelo menos, seis anos, ter cometido peculato, falsificação de documentos e falsidade informática. Estes actos terão lesado o centro de saúde em mais de doze mil euros.

O detido terá assim recebido para si elevadas verbas provenientes de taxas moderadoras pagas pelos utentes do respectivo centro de saúde e extensões dependentes, as quais lhe competia receber e depositar em contas públicas.

Como forma de ocultar esse seu comportamento delituoso, o suspeito procedia à alteração e destruição de vários documentos, registando à posteriori isenções indevidas no respectivo sistema informático ou anulando consultas em relação às quais tinham sido cobradas taxas moderadoras.

O detido foi entretanto presente às competentes autoridades judiciárias para efeitos de interrogatório judicial e eventual sujeição às adequadas medidas de coação.

LEIA TAMBÉM

AVMISP avisa, após reunião Marcelo Rebelo de Sousa, que falta de apoios pode levar empresas afectadas pelos incêndios a encerrar

A Associação das Vítimas do Maior Incêndio de Sempre em Portugal (AVMISP) lamentou hoje, na …

Ano de 2017 foi o melhor de sempre para o turismo no Centro de Portugal

O ano de 2017 foi o melhor de sempre para a atividade turística no Centro …

  • Rapaz dos Desvios

    Se fosse em Oliveira do Hospital, das duas uma, ou era presidente de junta ou ganhava uma medalha de mérito…