Detido o fundador do site português inspirado no “Wikileaks”: o “Tugaleaks”

A Polícia Judiciária deteve, esta manhã, Rui Cruz, fundador do site “Tugaleaks”, avança a rádio TSF. A PJ, de resto anunciou a detenção de sete pessoas  por crimes de sabotagem informática, dano informático, acesso ilegítimo e acesso indevido a diversos sistemas informáticos do Estado e também de empresas do sector privado. Os detidos, têm  idades entre 17 e 40 anos e que residem nas áreas metropolitanas de Lisboa e Porto, a mesma fonte adiantou que pertencem “ao Anonymous Portugal e a outros grupos associados”. Além das sete detenções, foram, ainda, constituídos 14 arguidos.

O   “Tugaleaks” é uma página na internet que se apresenta como um órgão de comunicação social inspirado no “Wikileaks” de Julian Assange e o Ministério Público já tinha arquivado um processo contra Rui Cruz por alegada violação de correspondência ou telecomunicações, num caso que remonta a 2012.

No caso que originou as detenções hoje anunciadas pela PJ, estão crimes de acesso ilegítimo, de dano informático, de sabotagem informática e ainda de associação criminosa e as detenções ocorreram após a Directoria de Lisboa da PJ, em articulação com o Gabinete do Cibercrime da Procuradoria-Geral da República (PGR), desenvolver em vários pontos do território nacional, uma vasta operação de combate à criminalidade informática e tecnológica, designadamente à actividade ilícita conhecida como “hacktivismo”.

A PGR refere ainda que os factos em investigação estão relacionados com ataques informáticos a servidores que alojam sites do Ministério Público, da Polícia Judiciária, do Conselho Superior de Magistratura, da EDP e da Comissão da Carteira Profissional de Jornalista. A Procuradoria-Geral da República informa ainda, sem nunca especificar os alvos, que estão em curso “duas dezenas de buscas domiciliárias e uma busca a um órgão de comunicação social, no âmbito de um inquérito dirigido pelo MP e onde se investigam diversos ataques informáticos”.

Foto: Facebook

LEIA TAMBÉM

Esquece-se o essencial em favor do acessório! Será inocentemente? Autor: António Lopes

E, de repente, o problema deixa de ser a tragédia dos incêndios, nas suas diversas …

Estudantes da FCTUC produzem combinado de fruta e algas 100 por cento natural, um alimento que promete ajudar os diabéticos e os intolerantes à lactose e ao glúten

Medronhos, amoras silvestres e algas são os ingredientes que constituem o Gratô, um produto alimentar …