Detidos incendiários em Viseu, Vouzela e Tondela

A Polícia Judiciária deteve um homem, de 41 anos, casado, servente de pedreiro, pela presumível prática de quatro crimes de incêndio florestal em terrenos povoados por mato, pinheiros e eucaliptos. Os incêndios ocorreram, entre os dias 7 de Julho e 7 de Setembro de 2017, em Silgueiros de Bodiosa, no concelho de Viseu, e em Vilar, no concelho de Vouzela, e foram ateados com um isqueiro, sem motivo aparente, tendo o detido actuado sob o efeito do álcool.

Em Penacova, a PJ deteve um homem, solteiro, madeireiro, pela presumível prática de um crime de incêndio florestal em terreno povoado por mato e eucaliptos, tendo ardido uma área de cerca de 800 metros quadrados. O incêndio ocorreu, a 8 de Agosto, em Paradela de Lorvão, no concelho de Penacova, e foi ateado pelo suspeito com um cigarro incandescente, sem motivo aparente, sendo certo que do seu comportamento parece resultar um forte impulso para atear fogo.

LEIA TAMBÉM

Câmara de Seia diz que turismo no concelho cresceu de forma acentuado, muito acima dos concelhos vizinhos como Oliveira do Hospital

O concelho de Seia verificou um crescimento acentuado quando comparado com o aumento dos números …

PJ deteve suspeito de atear mais de 50 fogos em Seia, Guarda e Nelas

Encontrada em Gouveia mais uma provável vítima mortal dos incêndios de Outubro

As autoridades encontraram ontem os restos mortais que acreditam ser de Rui Costa, um habitante …