Dinis e Maia criticaram ausência de autarcas no 25 de Abril

Está instalada a polémica em torno da sessão comemorativa do 37º aniversário do 25 de abril, realizada no Salão Nobre da Câmara Municipal de Oliveira do Hospital.

Em causa está a ausência de alguns presidentes de junta de freguesia e deputados municipais, numa Assembleia Municipal (AM) a que não estava associada a atribuição de senhas de presença.

O presidente da Junta de Freguesia de Vila Franca Beira, eleito pela CDU, foi o primeiro a manifestar o seu descontentamento em relação às ausências registadas no passado 25 de abril e, em Assembleia Municipal realizada no último sábado, esclareceu os restantes membros daquele órgão autárquico de que não devem participar na AM “apenas para receber senhas de presença”.

“Não quero concluir que foi por isso que faltaram autarcas”, observou João Dinis, esclarecendo porém não ter conhecimento dos critérios seguidos pela Câmara Municipal na distribuição de convocatórias.

Semelhante posição foi adotada pelo presidente da Junta de Freguesia de Ervedal da Beira, eleito pelo PS. “A sessão solene soube-me a muito pouco”, referiu Carlos Maia, recordando que “uma das grandes conquistas do 25 de abril foi o poder autárquico”.

Com a sessão do passado dia 25 de abril presente na memória, o presidente da junta de Ervedal da Beira disse ter visto “muito poucos autarcas” e chegou a confessar-se “desagradado”.

“Não acredito que alguém vem a uma Assembleia Municipal com o intuito de debitar quilómetros e receber senha de presença”, continuou, lamentando que, naquela data, a sala “tenha estado despida de pessoas que têm responsabilidades autárquicas”.

LEIA TAMBÉM

Nova liderança da JSD de Oliveira do Hospital quer colocar problemas dos jovens na agenda política local

Virgílio Salvador, de 26 anos, foi eleito no domingo presidente da Juventude Social Democrata de …

«Castração» política em Oliveira do Hospital. Autor: João Cruz

Passados 44 anos após o 25 de Abril de 1974, vive-se hoje em Oliveira do …