Dispositivo de combate a incêndios vai ter mais meios em 2014

A Autoridade Nacional de Proteção Civil (ANPC) apresenta, hoje, o Dispositivo Especial de Combate a Incêndios Florestais (DECIF) para este ano, que contará com um reforço de meios.

A apresentação do dispositivo planeado para a época de incêndios florestais deste ano vai ser feita pelo comandante operacional nacional, José Manuel Moura, numa conferência de imprensa, em que estará também presente o ministro da Administração Interna, Miguel Macedo.

Numa sessão realizada no passado sábado, em Santarém, com cerca de 700 representantes das associações e corporações de bombeiros de todo o país, o ministro garantiu que haverá mais meios de combate aos incêndios florestais durante o verão.

Miguel Macedo assegurou que está a ser feita uma «aposta num dispositivo reforçado», que compreenda as questões e problemas colocados pelas corporações de bombeiros, e que crie condições para que as «exigências operacionais não fiquem condicionadas por constrangimentos financeiros das corporações».

Antes da conferência de imprensa, realiza-se na ANPC, em Carnaxide, uma reunião da Comissão Nacional de Proteção Civil para apreciação e aprovação da Diretiva Operacional Nacional, documento de planeamento e de organização operacional do DECIF.

lusa.pt

Em 2013, os incêndios florestais provocaram nove mortos, oito bombeiros e um autarca, e consumiram mais de 145 mil hectares, a maior área ardida dos últimos oito anos.

LEIA TAMBÉM

Incêndios causaram mais de 10 milhões de euros de prejuízos em Seia

Os prejuízos financeiros causados pelos incêndios dos dias 15, 16 e 17 de Outubro no …

idosos

Idoso desaparecido em Trancoso

Os Bombeiros e a GNR estão a procurar um homem de 90 anos que foi …