A imagem documenta o resultado final dos trabalhos arqueológicos, levados a cabo por uma equipa de arqueólogos da Arqueohoje, na Anta da Arcaínha, freguesia de Seixo da Beira.

Dólmen da Arcaínha já está recuperado e anfiteatro romano da Bobadela fica concluído este ano

Imagem vazia padrãoPara o processo estar completo, falta agora a componente informativa, cujo modelo está ainda a ser estudado pelo arquitecto da Câmara Municipal de Oliveira do Hospital – a entidade promotora do projecto.

Segundo afirmou ao Correio da Beira Serra o arqueólogo Paulo Perpétuo – ainda na altura em que decorriam os trabalhos –, dos quatro monumentos dolménicos identificados no concelho o dólmen da Arcaínha era o que estava “num estado de ruína mais avançado”. “Estamos perante um monumento extremamente violado e revolvido”, referiu Perpétuo ao CBS.

De acordo com informações prestadas a este jornal pelo mesmo arqueólogo, este monumento “foi construído no final do período Neolítico”, no período das escavações, e foram encontrados cerâmicas e vasos com forma própria e decoração típica do final do período da Idade do Cobre, início da Idade do Bronze”.

Mas o processo de recuperação destes quatro espaços históricos – os outros três encontram-se localizados em Sobreda, Fiais da Beira e Bobadela –, está em “banho-maria” há já algum tempo porque – de acordo com o que o Correio da Beira Serra apurou junto de uma fonte ligada ao processo – a proprietária do terreno onde se localiza a Anta da Cavada, em Fiais da Beira, “tem estado a criar alguns obstáculos”, impossibilitando assim a intervenção dos arqeuólogos.

Imagem vazia padrãoNo âmbito da recuperação do património histórico local, em curso – conforme documenta a imagem –, está entretanto a recuperação do anfiteatro romano da Bobadela que, segundo avançou ao Correio da Beira Serra o presidente da Junta de Freguesia local, Fernando Duarte, “deverá estar concluída em finais de Junho, caso não aconteçam imprevistos”. No local, o edifício do Centro de Interpretação das Ruínas Romanas da Bobadela também já está pronto há vários meses, mas desconhece-se ainda quando é que poderá abrir ao público.

 

 

 

Henrique Barreto

LEIA TAMBÉM

Seia investe 7 mil euros na distribuição de cabazes de Natal pelas vítimas dos incêndios

A Câmara Municipal de Seia está a proceder à distribuição de cabazes de Natal pelas …

Álvaro Amaro quer Hospital Sousa Martins da Guarda como unidade universitária

ERS concluiu que o Hospital da Guarda “falhou” no caso da grávida que perdeu bebé em Fevereiro

A equipa de urgência na Unidade Local de Saúde da Guarda “falhou no atendimento” de …