Dupla vitória em jornada a dobrar

…o Basquetebol de Barcelos inundaram de basquetebol o concelho de Oliveira do Hospital.

Sábado:
Sampaense 97 – 79 Angra Basket

O Angra já tinha visitado este ano S. Paio de Gramaços por altura do troféu António Pratas, mas os jogos de campeonato revestem-se de uma importância bem mais substancial do que um torneio de abertura de época.

Os dois primeiros períodos foram dominados pelo Sampaense que em todos os aspectos do jogo controlou as operações. O Angra registou um ligeiro ascendente no segundo período mas não foi o suficiente para se superiorizar ao parcial dos primeiros 10 minutos. O jogo foi para intervalo com o resultado de 50-39.

Um sábado de trabalho para alguns mostrou um pavilhão menos composto do que é o habitual, mas os presentes fizeram o seu papel ao puxar pela equipa.

No terceiro período a equipa da casa aumentou ainda mais a vantagem no marcador e sem encontrar oposição que eventualmente conseguisse dar a volta aos acontecimentos, Emanuel Seco deu mais uma vez minutos de jogo a todos os seus atletas. Essa alteração não comprometeu, quem esteve em campo cumpriu o objectivo de vencer e o Sampaense foi justo vencedor por 97-79, frente a um Angra que se mostrou ao nível da sua prestação dos jogos realizados até à data.

O MVP da partida foi Nuno Soares que fez um jogo extraordinário, conseguindo 33 pontos e uma percentagem de lançamentos muito próxima dos 100%.

Destacaram-se também Kendell Craig com 17 pontos e Jorge Sing com 16 pontos.

No Angra estiveram em destaque Robert Hines com 39 pontos e Matthew Smith com 17 pontos.

Domingo:
Sampaense 88 – 73 Barcelos

O Barcelos foi uma das equipas que subiu este ano à Proliga, mas não é esse factor que evita a quarta posição em que se encontra. É uma equipa forte e lutadora com bons jogadores e uma boa organização.

O jogo iniciou-se muito equilibrado, com boas jogadas de ambas as equipas onde prevaleceu o jogo ofensivo uma vez que defensivamente as duas formações estiveram um pouco permeáveis. Apostando no jogo interior, o Sampaense não se conseguiu superiorizar por não ter equilibrado a prestação defensiva com os níveis atacantes. O primeiro período termina com o resultado de 21-21.

O segundo período é de superioridade dos visitantes que nos minutos finais aproveitaram alguma desconcentração da equipa da casa e saíram para o intervalo a vencer por 40-46.

As bancadas estavam com bastante público que acreditava na vitória e puxava pela equipa nos momentos decisivos.

O reatar do jogo trouxe um Sampaense muito mais concentrado, com uma postura defensiva mais agressiva e eficaz, facto que reduziu a capacidade atacante do adversário e deixou mais espaço para contra-atacar com mais qualidade e segurança. Com esta postura a equipa da casa conseguiu pautar a velocidade do jogo pelos seus padrões e assim conseguiu um parcial favorável de 19-9, levando o jogo para o último período a vencer por 59-55.

No quarto período a partida voltou a ter mais velocidade e dinâmica, mas com um jogo exterior mais capaz a equipa da casa conseguiu aumentar a sua eficácia atacante na mesma altura que os índices físicos do Barcelos pareciam estar a baixar devido ao cansaço de dois jogos em dias consecutivos. O Sampaense venceu o jogo por 88-73, conseguindo a terceira vitória numa semana só e passou para segundo lugar da tabela com menos um jogo que o primeiro classificado.

O MVP da partida foi Francisco Machado com 26 pontos e 10 ressaltos. Destacaram-se também no Barcelos Faustino santos com 16 pontos e Victor Akinyanju com 14 pontos.

No Sampaense evidenciaram-se Kendell Craig e Jorge Sing com 23 pontos e Kevin Jolley com 20 pontos.

PNV

LEIA TAMBÉM

Petizes do FC Oliveira do Hospital são vice-campeões distritais

A formação do FC Oliveira do Hospital, no escalão do petizes, sagrou-se ontem vice-campeã distrital …

O Bava da Bola

Um tal Bava, Zeinal de primeiro nome, foi presidente executivo durante anos da PT. Em …