E o prémio de maior abóbora de Oliveira do Hospital vai para….

O concurso de maior abóbora do concelho de Oliveira do Hospital passou algo despercebido. Um dos momentos anunciados pela autarquia como novidade da 24ª Festa do Queijo Serra da Estrela contou apenas com sete exemplares a concurso. Os três frutos da aboboreira premiados, contudo, tiveram honras de exposição no largo Ribeiro do Amaral. As quatro que ficaram arredadas do pódio acabaram por ficar no Mercado Municipal. Aqui ficam as imagens das três premiadas e das quatro que acabaram por não convencer o júri.

As três abóboras vencedoras

IMG_5402 (Medium) (2)

As quatro abóboras derrotadas

IMG_5401 (Medium) (2)

LEIA TAMBÉM

Caça praticamente proibida no concelho de Oliveira do Hospital até Maio de 2018

A caça está proibida até 31 de Maio de 2018 nas zonas consumidas pelos fogos, …

Capoula Santos apresentou em Oliveira do Hospital novas medidas de apoio aos agricultores afectados pelos fogos

O Ministro da Agricultura apresentou, ontem, em Oliveira do Hospital, as novas medidas de apoio …

  • Sr. Viegas

    Como diria o senhor presidente da Câmara Municipal: Palco só para quem ganha eleições!
    Sinceramente, já não sei o que devo pensar sobre estes indivíduos. Quem viu Oliveira do Hospital e quem vê. Mesmo longe, entristeci-me ver o degredo que paira sobre as ruas da minha cidade.

  • Maria de Fátima

    Gozo ou isto foi real?

  • Inês

    não sei se devo rir ou chorar

  • É de chorar por mais.

    Só apareceram sete abóboras?
    E nenhuma prestava.
    Sr Presidente! o Sr ouviu, leite há muito, o que não há é cardo. Veja lá se põe a BLC3 a produzir cardo suficiente para os 800 mil litros de leite do bom.
    E já agora aprenda a fazer contas como o entendido dos leites as fez. Não é como o executivo, que não acertam uma conta.

  • Queijo, nem o provo nem o vejo

    Tinham pedido ajuda a estes amigos. Andavam por lá, e assim como os outros passaram uma barrigada de fome.
    Que vergonha, nem um pedacito de queijo com uma côdea de pão, nem que fosse do queijo industrial.

    http://confrariadaabobora.blogspot.pt/

    • Assembleia Municipal

      Antigamente compravam queijos às queijeiras que concorriam e davam-no a provar a toda gente com pão à fartura. Isto era feito no salão nobre, e com muita nobreza lá se provava o queijo de Oliveira do Hospital. Ontem foi de morrer com tanta gente de fora e até do estrangeiro,não houve um pouco de pão e queijo para dar. Que andou a fazer a Gracinha? Onde está a sua sensibilidade? Nunca a teve como a há-de ter agora!…. Tem que se nascer para saber estas coisas de receber. Pergunte a quem sabe.

  • PM

    Desde quando é que a abóbora é um produto endógeno de oliveira do hospital. O Alex saberá o significado de endogeno.Cada cavadela sua minhoca…

    • Guerra Junqueiro

      Desde hoje caro PM, desde hoje.
      É um fartote de rir. Faço ideia o que pensam os esclarecidos!!!

      Cumprimentos
      Guerra JUnqueiro

  • PM

    É verdade! E aquela dos Narcisos do Mondego cuja visita estava agendada para o moinho do buraco (rio seia). Ahahahahahah. Cada cavadela sua minhoca…

    • Guerra Junqueiro

      Não sabem que os Narcisos são do Mondego.
      São uma atrás das outras.
      É a COLTURA que apresentamos na TV.

      Cumprimentos
      Guerra Junqueiro

  • cada cavadela sua minhoca

    É verdade! Deixo aqui o meu alvitre parao proximo concurso da próxima feira do queijo: o maior nabo do concelho! A votação deve ser feita online por todos os munícipes! Aceitam-se apostas quanto ao seu vencedor.

  • Guerra Junqueiro

    A melhor é saber aqui no programa da TVI que hoje é o “Domingo Gordo”. E foi esta a televisão da Igreja!!!
    O Domingo Gordo é o que antecede o Carnaval, e o que antecede este Domingo, é o Domingo Magro.
    Carne Vale, a despedida da carne, segue-se o jejum com a Quaresma até à Páscoa.

    Leiam: http://www.urbi.ubi.pt/040224/edicao/_op_geraldes.html

    Cumprimentos
    Guerra Junqueiro

    • Afonsino

      Prezado…
      Pois, há domingos assim: moldam-se (alcunham-se) conforme as necessidades,
      Afinal, parece que aquilo que é gordo, na sandice publicitária do “toca a ligar”, é o prémio…
      Desliguemos, pois.