Festa do Queijo

“É preciso inverter o rumo da pastorícia”

No ano em que adotou o mote de “maior feira de Portugal”, a Festa do Queijo Serra da Estrela não defraudou as expectativas da organização recebendo logo no primeiro dia largos milhares de visitantes. Uma realidade logo constatável no período da manhã, altura em que o certame que decorre até amanhã no recinto da feira de Oliveira do Hospital, foi oficialmente inaugurado por Nuno Vieira de Brito, Secretário de Estado da Alimentação e da Investigação Agroalimentar, com a presença de várias individualidades, autarcas e dirigentes do concelho e da região.

Um momento que permitiu aos responsáveis locais e ao governante nacional avaliar o setor que, pese embora os bons resultados verificados, na área da pastorícia ainda terá um longo caminho a percorrer.

“É preciso inverter o rumo da pastorícia”, considerou o presidente da Câmara Municipal de Oliveira do Hospital que, na abertura de um certame que tem o objetivo central de “homenagear os pastores e as queijeiras que fazem este produto ancestral que tem passado de geração em geração e que é o ex libris da festa”, falou da necessidade de se apoiarem os pastores e produtores.

“É preciso ajudar na modernização das instalações e na aquisição de ordenhas mecânicas”, exemplificou José Carlos Alexandrino que, esta manhã, anunciou a aprovação de uma candidatura que o município fez ao PRODER e que vai permitir eletrificação de 60 explorações, num investimento de 300 mil Euros. Medidas de apoio, às quais também se junta o subsídio de 30 mil Euros que o município distribuiu em 2012 pelos pastores como forma de minimizar os prejuízos decorrentes da seca, mas que “não chegam”.

“Temos feito a nossa obrigação, mas precisamos que o governo nos ajude”, afirmou o presidente que esta manhã aproveitou a presença do secretário de Estado para reivindicar o auxílio possível para os produtores locais que agora se vêem obrigados a investir em tanques frios de leite. “Há obrigações legais que tornam a vida dos pastores mais difíceis e contribuem para que não sintam estímulo para continuar”, alertou José Carlos Alexandrino, desafiando o Estado o tomar medidas que incentivem os jovens a tornarem-se “empresários agrícolas com explorações modernas”. “É preciso fazer mais qualquer coisa”, registou, avisando o governante de que “não é suficiente fazer uma grande festa, se qualquer dia não tivermos queijo”.

Num certame onde o Queijo Serra da Estrela é rei, José Carlos Alexandrino defendeu a certificação “obrigatória, mas a preços acessíveis” da afamada iguaria. No entanto, também valorizou todas as unidades produtoras de queijo “tipo serra” que produzem um queijo totalmente diferente e que “dão um forte contributo para a área alimentar e para as exportações”.

Estado é “parceiro dos produtores”

Recém chegado à Secretaria de Estado da Alimentação e da Investigação Agroalimentar, Nuno Vieira de Brito deu conta da sensibilidade do Estado para com o setor agroalimentar que “tem contribuído imenso na área da exportação e inovação”.

“É um setor dinâmico que o Estado tem acarinhado e acompanhado”, assegurou o governante, garantindo que o PRODER está a possibilitar a instalação mensal de cerca de 280 jovens agricultores. Para além disso, Nuno Vieira de Brito anunciou para breve a publicação de uma portaria destinada a “facilitar a instalação e a desburocratização de pequenas produções, mantendo a questão da segurança alimentar”. “Somos um parceiro dos produtores”, referiu ainda o governante que se revelou satisfeito por, em Oliveira do hospital, verificar que “os produtores locais têm forte empenho em contribuir para economia nacional”.

A saudar todos os visitantes que acorreram ao certame, o presidente da Assembleia Municipal de Oliveira do Hospital centrou especial atenção sobre os pastores que “são os grandes obreiros e heróis desta festa”, aos quais dirigiu palavras de “reconhecimento pelo estímulo e amor abnegado por esta milenar atividade”. “Apesar das dificuldades continuam a produzir o melhor queijo do mundo”, constatou António Lopes.

A Festa do Queijo Serra da Estrela decorre até amanhã em Oliveira do Hospital, disponibilizando o melhor da gastronomia local, artesanato e animação cultural. Às várias excursões organizadas está também a ser possibilitada a passagem pelos monumentos históricos e naturais do concelho.

LEIA TAMBÉM

CDU reclama transporte público até Ervedal da Beira e acusa Câmara de se esquecer de obras importantes

Os elementos da CDU representados na União das Freguesias de Ervedal da Beira e Vila Franca …

Tábua inaugurou posto de carregamento de veículos eléctricos

A Câmara Municipal de Tábua inaugurou hoje o Posto de Carregamento de Veículos Eléctricos. O …