EBI da Ponte das Três Entradas presta homenagem a Pina Martins

O reconhecimento àquele grande vulto da cultura portuguesa, que faleceu com 91 anos no passado dia 28 de Abril, vai ser feito através da inauguração de uma biblioteca escolar com o nome de Pina Martins na EBI da Ponte das Três Entradas.

Na cerimónia, que contará com a presença da viúva, Prímola Martins, e do presidente da Câmara de Oliveira do Hospital, José Carlos Alexandrino, vão estar presentes – entre outras entidades – o director do Serviço de Educação da Gubenkian, Manuel Carmelo Rosa, e o ex-secretário de Estado da Educação, José Manuel Canavarro.

Professor catedrático jubilado da Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa (FLUL) e presidente da Academia das Ciências de Lisboa em vários mandatos, de 1982 a 2006, José Vitorino de Pina Martins foi um investigador e grande especialista do Humanismo e do Renascimento português e europeu.

Natural de Penalva de Alva, iniciou-se como poeta, tendo publicado mais de 300 estudos filológicos, exegéticos, bibliográficos e culturais.

Deve-se-lhe, entre outros feitos, a identificação do Tratado de Confissom como um dos primeiros títulos da primitiva tipografia portuguesa (datado de 1489).

Tendo leccionado nas Universidades de Roma e de Poitiers, Pina Martins iniciou, a partir de 1962, a sua docência na FLUL, onde, em 1965, fez parte da Comissão Nacional do V Centenário de Gil Vicente.

Depois de orientar, em 1972, na Biblioteca Nacional de Lisboa, a exposição sobre Os Lusíadas (a propósito do seu IV centenário), foi para Paris dirigir o Centro Cultural Português Gulbenkian.

Depois do seu doctorat d’Etad, na Sorbonne, regressou em 1983, convidado pela Universidade de Lisboa, como professor catedrático, e pela Fundação Calouste Gulbenkian, como director do seu Serviço de Educação.

Especialista no estudo do livro antigo e de obras como as de Erasmo, Thomas More, Sá de Miranda, recebeu do Governo italiano, em 1963, a medalha cultural de ouro pelos seus estudos sobre Pico della Mirandola.

Mais recentemente (em 2008), recebeu o Prémio da Academia Pedro Hispano.

Falecido no dia 28 de Abril, Pina Martins deixa à cultura nacional a maior biblioteca de estudos humanísticos. Entre os seus contributos, salientam-se a introdução à tradução portuguesa da obra Utopia, a publicação de A História de Menina e Moça, Humanismo e Erasmismo na Cultura Portuguesa do Século XVI ou Humanisme et Renaissance de l’Italie au Portugal.

Como ficcionista, publicou, em 2005, o livro Utopia III e, como memorialista, lançou, em 2008, a obra Histórias de Livros para a História do Livro.

…notícias relacionadas

 

LEIA TAMBÉM

Alunos da ESTGOH consideram “Oliveira do Hospital uma cidade acolhedora”

ESTGOH atrai 110 alunos na primeira fase de acesso ao ensino superior, curso de Gestão das Bioindústrias sem grande adesão

A Escola Superior de Tecnologia e Gestão de Oliveira do Hospital (ESTGOH) preencheu 110 das …

Amianto vai ser retirado da Escola Secundária de Oliveira do Hospital, oposição critica “timing”

A Câmara Municipal de Oliveira do Hospital anunciou ontem que assinou um contrato de adjudicação …